Review: Zedd – The Middle (feat. Maren Morris & Grey)

Lançamento: 23/01/2018
Gênero: Dance-pop
Produtores: Zedd, Grey e The Monsters and the Strangerz
Escritores: Jordan K. Johnson, Anton Zaslavski, Kyle Trewartha, Stefan Johnson, Sarah Aarons, Michael Trewartha e Marcus Lomax.

Oprodutor Grammy-Winner Zedd está de volta em 2018 com outro single em potencial. “The Middle” apresenta vocais da sensação country-pop Maren Morris, com contribuições adicionais do duo Grey. Este é o primeiro single do alemão desde o hit “Stay”, sua colaboração com a canadense Alessia Cara, e “Get Low”, com o ex-One Direction Liam Payne. Tal como aconteceu com a dupla The Chainsmokers, os fãs estavam esperando um retorno ao antigo estilo de Zedd. Porém, este não foi o caso de “The Middle”. Novamente, Zedd nos entregou um número pop surpreendentemente parecido com “Stay”. Antes de escutar a música, eu imaginei que fosse mais uma fusão de country-pop e EDM, uma tendência previsível e chata da indústria atual. Entretanto, eu fiquei agradavelmente surpreendido quando escutei “The Middle” pela primeira vez. Porque, embora seja parecida com “Stay”, é uma música refrescante e extremamente viciante.

Esta é a primeira vez que Zedd trabalhou com um artista country, mas felizmente ele optou por seguir os seus instintos. Sobre uma produção eletrônica, que incorpora batidas em potencial no seu interior, Zedd fornece uma estrutura sólida semelhante à sua colaboração com Alessia Cara. É uma faixa tão parecida com “Stay”, que a cadência vocal de Maren Morris também soa parecida com os vocais de Cara. Dito isto, é uma pista muito agradável, imensamente cativante e divertida. Pode não ter profundidade lírica, no entanto, contém uma melodia descontroladamente atraente. Inesperadamente, Maren Morris afasta-se de suas raízes country em favor de elementos pop e R&B. Pesada nos sintetizadores, “The Middle” coloca Morris na vanguarda enquanto canta sobre um encontro com alguém no meio do caminho: “Amor / Por que você não me encontra no meio? / Estou perdendo minha cabeça só um pouquinho”. É uma música elevada pela produção EDM, porém, altamente envolvente.

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.