Review: Vampire Weekend – Sunflower (feat. Steve Lacy)

Ontem, o Vampire Weekend lançou dois novos singles, não muito tempo depois de “Harmony Hall” e “2021”. A faixa principal, “Sunflower”, marca um novo território para eles, inclusive apresentando o guitarrista Steve Lacey (The Internet). Ela tem uma vibe clássica do rock dos anos 70, e isso é incrementado em grande parte pelo recurso de Lacey. Os vocais do Ezra Koenig, no entanto, não têm um apelo clássico – embora não seja algo necessariamente ruim. Provavelmente, a primeira coisa que se destaca em “Sunflower” é o ritmo. O cenário é composto por uma linha de baixo, licks de guitarra e vocais incrivelmente ágeis. Musicalmente, é uma vitrine que chama a atenção desde a primeira audição.

As letras também são dignas de nota, mas é o som em particular que a torna especial. “Sunflower” é uma das faixas mais cativantes que surgiu dos arquivos do Vampire Weekend nos últimos anos; uma total indulgência da banda. Como “Harmony Hall”, funciona devido à confiança em uma mensagem, um tema unificador de positividade que é impossível ignorar. O outro single, “Big Blue”, tem ecos de George Harrison, embora a maioria parece ouvir os tons de guitarra do Mac DeMarco; e o rotule como uma inspiração. Possui guitarras acústicas volumosas, um ritmo açucarado e o clássico refrão enlatado do Vampire Weekend. Dito isto, as duas músicas são muito curtas e eficazes. “Sunflower” exala um ar maravilhosamente colorido e traz consigo um vídeo surpreendentemente dirigido por Jonah Hill. Se o clipe for tão bom quanto a paisagem alegre e despreocupada da música, os fãs ficarão muito satisfeitos. É uma das coisas mais complicadas que o Vampire Weekend já lançou – e Ezra Koenig alcançou esse funk sem qualquer esforço. Com cativantes riffs de guitarra, vocais sem qualquer palavra e batidas fantasmagóricas, tudo se torna caprichoso e viciante. “Sunflower” e “Big Blue” representam dois maravilhosos lados da banda: diversão e sinceridade. Com base nas quatro faixas divulgadas até o momento, eu tenho certeza que “Father of the Bride” será outro álbum imensamente aclamado.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.