Review: Troye Sivan – Too Good Side

Troye Sivan começou o ano muito empolgado, tanto que já lançou uma nova música dias depois de “My My My!”. Intitulada “Too Good Side”, é uma canção pensativa, simplista e acústica. Depois de lançar um álbum tão significativo como o “Blue Neighborhood” (2015), que explorou intensamente a sua sexualidade, Troye Sivan pretende nos impressionar novamente em 2018. “The Good Side” inicia com sons eletrônicos de uma harpa, antes do violão transformar o ritmo em algo mais íntimo. No decorrer da música, os sons eletrônicos, juntamente com algumas batidas de tambor, voltam a aparecer. Entretanto, “The Good Side” é um número muito mais contido e orgânico do que “My My My!”. Enquanto o primeiro single foi a coisa mais up-tempo que ele já colocou as mãos, “The Good Side” fornece uma melodia muito mais lenta, emotiva e reconfortante. Liricamente, é uma canção honesta que lida com a ruptura de um namoro.

Aqui, Troye Sivan mostra que já superou a dor de um término amoroso: “Eu consegui o lado bom da vida / Viajei o universo duas vezes / Tantos pensamentos que eu queria compartilhar”. O cantor australiano descreve de forma refinada e poética todos os seus atuais sentimentos. Seus vocais estão naturalmente lindos e amplificados pela boa produção de Ariel Rechtshaid. Apesar do tema abordado, Sivan soa bastante positivo: “Mas eu compreendo / E eu reconheço / E querido, eu peço desculpas / Por ter conseguido o lado bom / O lado bom das coisas”. A todo momento a produção permanece escassa e transmite uma sensação de calma para o ouvinte. Entre o segundo refrão e a ponte há um estouro eletrônico, porém, nada que tire a crueza da música. Em suma, tanto “My My My!” quanto “The Good Side” dão indícios do crescimento e amadurecimento do Troye Sivan.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.