Review: Rita Ora – Let You Love Me

Lançamento: 21/09/2018
Gênero: Dance-pop
Produtores: Fred Gibson e Finn Keane
Compositores: Rita Sahatçiu Ora, Fred Gibson, Finn Keane, Linus Wiklund, Jonnali Parmenius e Ilsey Juber.

Com “Let You Love Me”, Rita Ora tenta pavimentar um caminho para o seu próximo álbum de estúdio, intitulado “Phoenix”. Até o momento, Ora já divulgou outras três faixas que aparecerão no seu novo álbum, “Your Song”, “Anywhere” e “Girls”. Além das citadas, “For You”, seu dueto com Liam Payne para a trilha sonora do filme “Cinquenta Tons de Liberdade”, e “Lonely Together”, sua colaboração com Avicii, também serão incluídas na tracklist. “Um dos sentimentos mais libertadores para mim é tocar e criar música. Este álbum é um verdadeiro trabalho de amor, e foi importante para mim fazer do meu jeito”, ela disse sobre o registro. Há seis anos, Ora surgiu na indústria com os hits “How We Do (Party)” e “R.I.P.”, enquanto seu disco de estréia foi divulgado logo depois. Desde então, ela enfrentou alguns altos e baixos em sua carreira, embora tenha conseguido outros singles de sucesso no Reino Unido, tais como “I Will Never Let You Down”, “Poison” e “Anywhere”. Co-escrita pela própria Rita Ora, “Let You Love Me” é uma canção dance-pop midtempo sobre suas inseguranças em um novo relacionamento. É uma das faixas mais íntimas que ela já lançou até hoje. Aqui, ela apresenta uma boa performance vocal, enquanto baixa a guarda e mostra seu lado mais vulnerável.

A canção alterna entre versos delicados e um refrão dançante, ao passo que transmite o desejo de se entregar ao amor. Ela reflete sobre ter medo de se apaixonar por alguém, mas quer correr o risco de se abrir. Sob sintetizadores açucarados, ela lamenta o seu estado atual: “Eu deveria ter ficado com você ontem à noite / Em vez de sair para encontrar problemas”. E acrescenta: “Eu acho que fugi às vezes / Sempre que fico muito vulnerável / Isso não é culpa sua”. Enquanto se move para o refrão, Ora revela como é difícil encontrar segurança em um namoro. “Eu queria poder deixar você amar / Queria poder deixar você me amar / Diga qual é o problema / O que acontece comigo?”, ela canta no refrão. É o momento que melhor representa o contexto por trás da canção. “Let You Love Me” é bem produzida e arredondada, mas não há qualquer quebra de paradigma. É uma fusão dance-pop que fica confortavelmente em algum lugar entre “Your Song” e “Loney Together”. Uma música com uma premissa básica, embora seja cativante o suficiente para agradar os ouvintes do pop mainstream. Sabemos que a Rita Ora pode fazer algo melhor, mas “Let You Love Me” provavelmente vai gerar buzz em torno do seu próximo álbum.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.