Review: Rae Sremmurd – T’d Up

No tapete vermelho do Grammy Awards, o produtor Mike Will Made-It revelou detalhes sobre o novo álbum do duo Rae Sremmurd. Ele explicou que o projeto trata-se de um disco triplo, incluindo álbuns solo de Swae Lee (“Swaecation”) e Slim Jxmmi (“Jxmtroduction”). Chamado de “SR3MM”, o novo álbum da dupla aparentemente está sendo inspirado pelo lendário “Speakerboxxx/The Love Below” (2003) do Outkast. Após tal anúncio, houve críticas mistas a respeito da ambição do duo, uma vez que eles estão tentando uma jogada excessivamente ambiciosa neste momento da carreira. Na noite anterior ao Super Bowl LII, Rae Sremmurd subiu ao palco do Super Bowl Live para cantar o seu novo single, intitulado “T’d Up”. A canção passou a ser apresentada pela ESPN em sua campanha na NBA, para promover o confronto entre o Cleveland Cavaliers e o Boston Celtics. Lançado em 05 de fevereiro de 2018, “T’d Up” foi produzido por Metro Boomin, Darrel Jackson e Swae Lee. Um banger de hip-hop e trap com uma paisagem sonora misteriosa que, assim como a excelente “Perplexing Pegasus”, serve como uma prévia do que eles têm para oferecer no “SR3MM”.

A faixa começa com uma introdução que inclui a assinatura do onipresente Metro Boomin. A produção foi ancorada por uma batida rígida e temperamental, enquanto os sintetizadores estão mais refrigerados. A linha de baixo sente-se totalmente padronizada pelos aspectos da produção de Boomin. Mas, apesar de manter o ritmo e possuir uma melodia reluzente, “T’d Up” é carente de um gancho ou refrão atrativo. É uma faixa repleta de energia e intensidade, mas possui um papel limitado de Slim Jixmmi e não é tão divertida como os singles anteriores da dupla. Além disso, “T’d Up” é preenchida pelas tendências do Rae Sremmurd, mas não fornece sua típica entrega feroz e humor evocativo. Geralmente, as batidas esqueléticas, os sintetizadores cintilantes e a produção moderna formam a plataforma ideal para o fluxo intricado de Swae e Jxmmi. Porém, “T’d Up” carece de um fluxo musculoso e inteligente, e consequentemente não soa convincente. Em outras palavras, mesmo possuindo uma forte produção, é um single preocupante e decepcionante para iniciar um álbum tão ambicioso como o “SR3MM”. Ao contrário da interessante “Perplexing Pegasus”, este single é totalmente desprovido de energia e diversão.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.