Review: Pitty – Te Conecta

Oúltimo álbum da Pitty, “SETEVIDAS” (2014), foi lançado há quatro anos. Portanto, faz um bom tempo que não ouvimos um novo material da banda. Recentemente, ela lançou uma canção chamada “Contramão”, em parceria com Tássia Reis e Emmily Barreto, e um documentário que mostra o seu retorno à música depois de ter dado à luz pela primeira vez. Agora, em fase de produção do seu quinto álbum de estúdio, Pitty lançou o single “Te Conecta”. Essa música já havia sido apresentada ao público no festival João Rock em junho deste ano. Com a intenção de renovar seu repertório, a cantora baiana deixou o rock um pouco de lado, a fim de investir no reggae. Aparentemente, os fãs adoraram o novo estilo adotado. Pitty é uma das melhores bandas brasileiras – sempre entregando bons materiais e destacando-se num cenário dominado por vocalistas masculinos. Escrita pela própria cantora e produzida por Rafael Ramos, “Te Conecta” serve como primeiro single do seu novo disco. A previsão é que o projeto seja lançado ainda este ano, apesar de nenhuma data ter sido anunciada. Ela realmente traz uma sonoridade diferenciada que se distancia do rock-alternativo e hard-rock dos seus últimos registros.

Dessa vez, Pitty e sua banda homônima, formada por Martin Mendonça, Duda Machado e Guilherme Almeida, preferiram usar influências do reggae, ska e rocksteady, gênero que surgiu na Jamaica na década de 60. Ela sempre foi associada ao rock, por isso “Te Conecta” surpreendeu boa parte dos fãs de longa data. Logo nos primeiros acordes da música, o reggae é imposto pelos instrumentos. Se o álbum seguir por esta direção, será muito bem-vindo. “Para pra pensar se esse é o teu lugar / Aquele bom em que deveria estar / Presta atenção só no som do mar / Que te conecta com Jah Jah”, ela canta no refrão. Pitty busca uma conexão interna sobre uma produção com guitarras, percussão, sintetizador rhodes, baixo e instrumentos de metais. Os viciantes acordes e a bateria conduzem a canção, enquanto ela entrega linhas como: “Puxa o ar do fundo, longo, profundo / Solta com barulho, joga fora pro mundo / Silêncio, silêncio, eu quero escutar / O tudo e o nada interno que há”. Durante o refrão, instrumentos como saxofone e trompete, se tornam proeminentes e dão uma qualidade extra para a música. “Te Conecta” prova que a banda continua talentosa e ainda possui músicas conscientes em seu repertório. Enquanto isso, os vocais da Pitty permanecem intactos, mesmo com tanto tempo de carreira.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.