Review: Matheus & Kauan – Ao Vivo e a Cores (feat. Anitta)

Lançamento: 11/05/2018
Gênero: Pop, R&B
Produtores: Maestro Pinóchio
Compositores: Kauan Rosa, Lucas Santos e Rafael Torres.

Adupla Matheus & Kauan está muito ativa em 2018, tanto que lançaram um novo álbum. O segundo single do disco “Intensamente Hoje!” (2018) é uma parceria com a Anitta. “Ao Vivo e a Cores” foi lançada em 11 de maio de 2018, juntamente com um videoclipe inspirado pela cultura asiática. Não dá para negar que Anitta também está trabalhando bastante nos últimos meses. Recentemente, ela participou do novo álbum do capixaba SILVA e colaborou com Wesley Safadão no forró-eletrônico “Romance com Safadeza”. “É um desafio para nossa carreira, não é apenas uma canção”, Matheus disse à Folha de São Paulo sobre o dueto. Certamente, “Ao Vivo e a Cores” será outro hit para o catálogo dos dois. Flertar com artistas do sertanejo não é novo para Anitta, dado que, além do Wesley Safadão, ela já gravou com Simone & Simaria e Gustavo Mioto. O mesmo pode ser dito para Matheus & Kauan, uma das duplas de maior sucesso do momento. No ano passado, eles cruzaram as fronteiras do sertanejo e lançaram a canção “Deixa Ela Beijar”, com o funkeiro MC Kevinho.

“Ao Vivo e a Cores” não vai transformar ou dar outro rumo para a carreira de ambos. Entretanto, é uma faixa surpreendentemente diferente do rotineiro estilo da dupla, principalmente por causa da força dos tambores e chimbais. Conduzida por um riff de guitarra, é uma música pop com toques orientais, cordas, sintetizadores e inesperadas batidas de R&B. “Por que você não sai daí e vem aqui? / Pode invadir, pode chegar, pode ficar / No meu quarto, no meu abraço, apertado”, Kauan canta no primeiro verso. Liricamente, “Ao Vivo e a Cores” é uma canção superficial onde o personagem quer se manter próximo da sua pretendente. “A tela fria desse celular, só ver sua foto não vai me esquentar / Amar você de longe é tão ruim / Te quero ao vivo e a cores aqui, aqui”, Matheus canta no refrão. Anitta aparece durante o segundo verso e consegue adicionar o seu charme. A ótima ponte, por sua vez, faz o papel de intercalar os dois últimos refrões e causa uma mudança na estrutura da música. “Ao Vivo e a Cores” não é a melhor canção de ambos artistas, mas é, provavelmente, a mais interessante e distinta do “Intensamente Hoje!” (2018).

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.