Review: Machine Gun Kelly – RAP DEVIL

No início deste mês, Eminem lançou um álbum carregado de letras polêmicas e várias diss-tracks. Em “Not Alike”, ele não mediu palavras para atacar Machine Gun Kelly. A tensão entre os dois começou em 2012, quando MGK falou sobre Hailei Jade Scott Mathers, a filha do Eminem que na época tinha apenas 16 anos. “Ok, eu vi uma foto da filha do Eminem e tenho que dizer, ela é gostosa pra caralho, da maneira mais respeitosa possível porque Eminem é rei”, ele disse no Twitter. Essa menção insensível por parte do MGK, deixou o Eminem extremamente irritado. Porém, ele só resolveu responder seis anos depois em uma faixa do álbum “Kamikaze” (2018). “Eu nem estou falando com você, mas você já sabe quem é, Kelly / Eu não uso trocadilho e com certeza não ajo pelas costas / Mas continue comentando sobre minha filha Hailie, eu continuarei dizendo filho da puta / Mas só no caso de você ter esquecido e precise lembrar do Ja Rule”, ele cuspiu em “Not Alike”. Após ouvir esse verso, Machine Gun Kelly estourou um champanhe, passou o fim de semana escrevendo sua resposta e mirou em um dos seus ídolos. Em 03 de setembro, ele lançou “RAP DEVIL”, música que faz referência direta à popular “Rap God” do Eminem. O rapper de Cleveland aponta para a aparência de Marshall Mathers, seu trabalho mais recente, o acusa de tentar acabar com sua carreira e uma série de outras coisas. MGK declarou publicamente que através dessa diss-track ele está “defendendo não apenas eu, mas minha geração”. A faixa recebeu aprovação de diferentes pessoas da comunidade do hip-hop, enquanto subiu direto para o topo do iTunes. Sem dúvida, foi muito corajoso da parte do Kelly em lançar uma diss para o Eminem. Além disso, a batida fornecida por Ronny J é surpreendentemente boa, o fluxo cativante e as referências engraçadas. Essa canção destaca um momento irônico quando um ídolo se transforma no seu maior rival. “RAP DEVIL” mostra o crescimento lírico do MGK, além da instrumentação sinistra casar perfeitamente com as letras agressivas. Sem qualquer aviso, ele apareceu com palavras ofensivas, trouxe algumas linhas sobre o envelhecimento do Eminem e pediu para ele superar o comentário feito seis anos atrás.

“Pagando de machão quando é um rapper que paga milhões em seguranças por ano / Acho que meu pai enlouqueceu — sim Hailie você está certa / Seu pai sempre confinado no estúdio gritando com o microfone / Você está sóbrio e entediado, né?”, ele diz no primeiro verso. “Prestes a completar 46 anos, parceiro / Falando sobre ligar pro Trick Trick / Cara você soa como uma vadia / Vire homem e lide com a sua própria merda / Bravo com algo que eu disse em 2012 / Te custou seis anos e um álbum surpresa só pra aparecer com uma resposta”. Conduzido por um sinistro riff de guitarra, uma grossa linha de baixo, tambores e chimbais de inspiração trap, “RAP DEVIL” possui aproximadamente cinco minutos de duração e encontra MGK no modo de batalha. Durante o refrão, ele diz que está farto dos moletons e bonés bregas do Eminem, e aponta para uma semelhança entre ambos: “Nós dois somos pais solteiros vindos do centro-oeste, nós podemos falar disso”. No segundo verso, MGK insinua que ele tentou bani-lo das rádios e afirma que “seus últimos quatro álbuns são tão ruins quanto suas selfies”. Ele aproveita para mencionar novamente o tweet de 2012: “Me disseram que você está bravo por causa de um tweet / Você queria que eu pedisse desculpas / Juro por Deus que não acreditei nele / Por favor, diz que não é verdade / O valentão do rap não aguenta a porra de uma piada?”. O segundo verso termina com mais uma frase zombando da idade do Eminem: “Alguém ajude esse homem / Com os joelhos fracos por causa da idade / O verdadeiro Slim Shady não pode se levantar”. Outro ataque lírico aparece quando MGK insinua que ele só faz sucesso por causa do Dr. Dre: “Sim, tem uma diferença entre a gente, eu consegui tudo sem o Dre me produzindo”. A última pá de terra vê o rapper de Cleveland pedindo para o Rap God se aposentar: “Você não vai ficar melhor com o tempo / Tudo bem Eminem, largue a caneta”. Os fãs de rap parecem divididos sobre a treta entre os dois, embora a maioria esteja elogiando MGK por enfrentar o veterano de Detroit. Mas no fim, todos estão esperando ansiosamente pela resposta do Eminem.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.