Review: Kendrick Lamar & SZA – All the Stars

2018 foi um grande ano para Kendrick Lamar e SZA – ele fez um enorme sucesso com o “DAMN.” (2017), enquanto ela lançou o excitante “Ctrl” (2017). Agora, eles uniram forças a fim de apresentar a primeira canção da trilha sonora do filme “Pantera Negra”. “All the Stars” foi escrita por Lamar, SZA, Sounwave e Al Shux, e produzida pelos dois últimos. O lançamento coincidiu com o anúncio de que o presidente da Top Dawg Entertainment, Anthony Tiffith, e Kendrick Lamar iriam produzir toda trilha sonora do filme da Marvel. Geralmente, mesmo com o grande orçamento, filmes de super-heróis costumam criar as piores trilhas sonoras – basta lembrar de “Esquadrão Suicida”. Então, à primeira vista, foi bom saber que Kendrick Lamar e Anthony Tiffith irão produzir as músicas de “Pantera Negra”. É seguro dizer que “All the Stars” é surpreendentemente cativante. Depois de lançar álbuns fenomenais no ano passado, é gratificante vê-los colaborando. “All the Stars” é um pop-rap midtempo com uma batida incrivelmente atmosférica.

Como um todo, é uma música tão mágica que empalidece as obras solo da SZA e do Kendrick Lamar – ambas revolucionárias por si só. Mas como mencionado, é mais do que apenas uma colaboração entre duas grandes estrelas: é a faixa principal de “Pantera Negra”, um filme cujo significado cultural é incomparável. Sim, é um filme de super-herói, mas se desvia da insensatez tradicional, geralmente inerente aos seus contemporâneos. Em vez disso, “Pantera Negra” vai explorar o que significa ser negro na América e África. Aqui, há um pequeno verso da SZA, além de um interessante rap do Kendrick Lamar. O rapper de Compton fala sobre conflitos e arrependimentos, enquanto o refrão potencialmente emotivo pinta a imagem de um grande amor. “Eu sei o sentimento que te assusta / Esta pode ser a noite em que meus sonhos podem me mostrar / Que todas as estrelas estão mais próximas”, ela canta emocionalmente. Com os seus delicados vocais, SZA fornece um lindo refrão em meio a excelentes tambores e sintetizadores. Ademais, a amostra de tamboril encaixou-se perfeitamente aos seus tons esperançosos. A ponte é apresentada sobre camadas e efeitos vocais que desaparecem quando o último refrão finalmente entra. Em suma, produção leva os vocais da SZA para um território cinematográfico e polido.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.