Review: Janelle Monáe – Make Me Feel

Nós tivemos que esperar alguns anos para ouvir um novo single da Janelle Monáe. Seu último álbum de estúdio, “The Electric Lady” (2013), foi lançado há quase cinco anos. Não dá para negar que ela é uma artista extremamente talentosa e multifacetada. Ela produz, compõe, atua e canta como ninguém! Em três álbuns completos e um EP, Monáe capturou a essência de seus antepassados – Prince, Stevie Wonder, Lauryn Hill e Michael Jackson. Embora ela sempre se afaste do passado, encontrou o equilíbrio perfeito entre o antigo e o novo, prestando homenagem à música negra com estilo e reverência.  Musicalmente, a melhor forma de descrevê-la seria uma combinação de R&B, funk, soul e pop.

Com isso em mente, o seu novo single, intitulado “Make Me Feel”, contém a qualidade de todos os gêneros citados. Produzida pela dupla sueca Mattman & Robin, é uma canção funk de alta energia com algumas semelhanças à “Kiss” (Prince). Além disso, nos faz lembrar de faixas do passado da própria Janelle Monáe, como “Q.U.E.E.N.” e “Dance Apocalyptic”. Influências dos anos 80 são bastante claras ao longo de toda a música. Tal como o seu disco anterior, “Make Me Feel” e “Django Jane” mostram o quanto Janelle Monáe é uma artista eclética e diversificada. Liricamente, ela exprime seus desejos sexuais, enquanto fornece um som peculiar e atraente. Possui uma melodia soul cativante e produção elevada por riffs de guitarra funky. Seus tons incrivelmente sedosos surgem sem esforços sobre a percussão, o baixo e as fortes linhas de sintetizador. O tom oitentista torna tudo mais divertido e nostálgico, conforme harmonias aveludadas adicionam uma camada extra. “Make Me Feel” é uma peça experimental, energética e rítmica que a vê combinando o melhor do funk e R&B. “É assim que você me faz sentir / Tão bom, tão bom e real pra caralho”, ela canta no refrão. É uma trilha sexualmente carregada que analisa a maneira como alguém pode fazer você se sentir. Ela não poderia ter feito um retorno melhor!

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.