Review: J. Cole – ATM

Lançamento: 20/04/2018
Gênero: Hip-Hop
Produtor: J. Cole
Compositor: Jermaine Cole.

Outra faixa que chamou atenção do público no novo álbum do J. Cole foi “ATM”, que segundo o próprio pode ser interpretada como uma abreviatura de “Addicted to Money”. Um videoclipe foi lançado para esta faixa no mesmo dia do lançamento do álbum. Dirigido por Cole e Scott Lazer, o rapper desempenha vários papéis no vídeo, envolto num colete de couro preto e trancado em uma sala com notas de dólares. Cole também agradeceu a Busta Rhymes pelo vídeo de “Gimme Some More” de 1998, dizendo: “Flipmode é o maior. Obrigado pela inspiração grande mano”. Nesta faixa, J. Cole é mais satírico e, na sua forma mais simples, ele fala sobre o dinheiro. “ATM” possui sample de “I’ll Never Stop Loving You” de Ahmad Jamal e elementos de jazz em sua produção. A introdução apresenta teclas de piano e uma boa mensagem lírica.

“A vida pode te causar muita dor / Existem muitas maneiras de lidar com essa dor / Escolha sabiamente”, ele diz aqui. É um lembrete de que há outras opções para as quais você pode recorrer quando as coisas parecerem muito difíceis. Basicamente, “ATM” fala sobre como as pessoas se deixam controlar pelo dinheiro. Nesse contexto, a introdução do álbum possui um maior peso, pois ele parece se referir ao seu próprio passado e a ganância da nova safra de rappers. Algumas pessoas acham que ter mais dinheiro resolverá todos os seus problemas e não se importam com a forma como o conseguem. A ganância fez parte do vício pessoal de J. Cole, basta olharmos para algumas de suas faixas mais antigas. “Eu sei que vai resolver todos os problemas que eu tenho”, ele aponta insistentemente. “ATM” possui batidas mais empolgantes e um repetitivo refrão. É uma canção mais infecciosa que impressiona principalmente pela entrega de J. Cole.

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.