Review: Cardi B – Be Careful

Cardi B começou a levar sua carreira a sério há dois anos, quando lançou a mixtape “Gangsta Bitch Music, Vol. 1” (2016). Depois que “Bodak Yellow” tornou-se um dos maiores hits de 2017, ela passou a ser bastante requisitada. Em seu mais recente single, “Be Careful”, Cardi se direciona para um homem não identificado – possivelmente o seu noivo Offset. “Te dei carinho e atenção, você só quer pular a cerca / Tratou meu coração como um pedaço de merda”, ela diz no primeiro verso. Quer se trate de qualquer assunto abrangente, Cardi não mede suas palavras.

“Cara, pensei que você aprenderia a sua lição / Curtindo fotos, não respondendo mensagens”, ela recita. “Tudo bem, eu já entendi a mensagem / Você ainda gagueja depois de certas perguntas / Você mantêm contato com algumas ex”. É uma música confessional e perspicaz que aborda os rumores de uma possível traição. “Seja cuidadoso comigo / Sabe o que você está fazendo? / Os sentimentos cujo você machuca e pisa?”, ela canta no refrão. Seu canto não é necessariamente o mais forte, mas os rumores de infidelidade são reveladores. “Be Careful” é teoricamente uma música arriscada que pisa fora de sua zona de conforto – e está sendo lançada apenas uma semana à frente de seu aguardado álbum de estreia. Aqui, temos a produção de Boi-1da, Frank Dukes e Vinylz sob sintetizadores, órgãos e batidas descontraídas. Embora não possua o mesmo impacto que “Bodak Yellow”, contém momentos líricos mais sinceros e suscetíveis. “Be Careful” prova que Cardi B não tem medo de experimentar, uma vez que há elementos de bossa nova e influências latinas – além disso, seu sotaque está mais aparente do que nunca. É um novo território para ela, mas não uma transformação completa.

Suas qualidades subjacentes que os fãs tanto amam ainda marcam presença. É uma canção melancólica onde ela também tomou a decisão de cantar. Ademais, Cardi optou por adicionar na composição pequenos elementos de “Ex-Factor” da Lauryn Hill. Por isto, é uma música que parece familiar. “Be Careful” exibe uma nova faceta da rapper do Bronx, visto que ela substituiu sua arrogância e excesso de confiança por um tom mais sincero e emocional. Ela está vulnerável, mas em nenhum momento parece fraca. Embora o seu comportamento arrogante seja grande parte do seu apelo, um tom emotivo também é bem-vindo. A crueza de “Be Careful” certamente vai estimular outras mulheres a exigir seu valor.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.