Best New Music: A$AP Rocky – Purity (feat. Frank Ocean)

Lançamento: 25/05/2018
Gênero: Hip-Hop Experimental
Produtores: Dean Blunt, FNZ, Hector Delgado e Lord Flacko
Compositores: Rakim Mayers, Dean Blunt, Michael Mule, Hector Delgado, Isaac de Boni e Lauryn Hill.

Em 25 de maio de 2018, o rapper A$AP Rocky lançou o seu terceiro álbum de estúdio. Certamente, um dos convidados de maior destaque é o Frank Ocean, que aparece na última faixa, “Purity”. Um final comovente e igualmente experimental para o “TESTING”. Liderada pelo violão, esta canção é reforçada por uma amostra de “I Gotta Find Peace of Mind” da Lauryn Hill. Rocky é o terceiro artista mainstream que usa sample da Lauryn Hill este ano, depois do Drake e Cardi B. É uma pausa radical no som agressivo do rapper, porém, uma das faixas mais naturais do álbum. É uma música que alterna entre amostras de “I Gotta Find Peace of Mind” e uma batida empoeirada. Depois de abrir com uma voz sinistra, “Purity” nos faz recordar do “Blonde” (2016) de Frank Ocean. Ele assume a liderança no primeiro verso e comanda boa parte da música, antes de passar o microfone para A$AP Rocky. O rapper, por sua vez, recita suas letras sob o dedilhado do violão acústico. Sem dúvida, é uma canção incrível do começo ao fim e a mais agradável do “TESTING”.

Os versos de ambos são rítmicos e funcionam como uma poesia falada sobre a amostra manipulada da Ms. Hill. Em cima de uma produção imaculada, Frank Ocean nos lembra que ele também pode fazer rap. Suas palavras consomem a primeira metade da música sem grandes esforços e exala introspecção. “Meu cérebro está drogado / Eu ainda não tenho paz mental”, ele diz. Obter a presença do Frank Ocean e utilizar uma amostra da Lauryn Hill, são algumas das melhores coisas que o “TESTING” tem para oferecer. “Purity” é tão linda quanto você poderia esperar de uma música que envolve o cantor. Ademais, Rocky conseguiu complementar muito bem a música com suas letras sobre alienação e solidão. Ele lamenta que o foco da sua carreira tenha sido às custas dos relacionamentos com as pessoas que ele ama. “Perder alguém a cada lançamento, parece que a maldição está em mim / Eu compartilho com você meu pedaço”, ele diz nas últimas linhas. Em suma, “Purity” é a canção mais vulnerável e meditativa do seu novo álbum e, consequentemente, a melhor!

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.