Best New Music: Tyler, the Creator & A$AP Rocky – Potato Salad

Lançamento: 23/07/2018
Gênero: Hip hop, Rap
Produtor: Kanye West
Compositores: Tyler Okonma e Rakim Mayers.

Em 23 de julho de 2018, os rappers Tyler, the Creator e A$AP Rocky anunciaram um projeto colaborativo chamado WANG$AP, após lançar um videoclipe para “Potato Salad”. O esforço conjunto parece promissor e tem tudo o que você poderia esperar de um encontro desse tipo: carisma, arrogância, humor e talento. Coisas boas geralmente acontecem quando os dois se encontram. O melhor exemplo disso é “Who Dat Boy”, faixa do terceiro álbum do Tyler, the Creator. Na verdade, a amizade deles passou a ser mais produtiva depois que saíram em turnê em 2015. E entre outras semelhanças, os dois são a chama por trás de influentes grupos de rap e possuem um interesse parecido pela moda. “Potato Salad” mostra ambos em um videoclipe filmado em Paris. Depois que eles se encontram na capital francesa, cada um apresenta um verso em frente à Torre Eiffel. O Jaden Smith também faz uma aparição surpresa, quando A$AP Rocky zomba de rappers do SoundCloud. Dito isto, é difícil imaginá-los fazendo uma música tão descontraída e engraçada como essa. Rocky está espontâneo e até se diverte fazendo uma piada sobre o mumble-rap e insiste que sua bolsa de marca “não é só uma bolsa, é a bolsa”. Tyler, por sua vez, faz alguns trocadilhos sobre o Playstation, fala sobre pegar sua bolsa da Chanel e encher de “blusas da Comme” e comprar casas para encher de “Leonardo DiCaprio e alguns Cole Sprouses”. Musicalmente, “Potato Salad” mantém as coisas bem apertadas e não ultrapassa a marca de 3 minutos de duração. A introdução realizada por Tyler, the Creator, define o tom da música, enquanto o trabalho de produção é o cenário ideal para os dois artistas cuspirem suas rimas. A familiar amostra de “Knock Knock” da Monica, produzida por ninguém menos que Kanye West, foi o suporte perfeito.

Enquanto eles participam de um freestyle, o vídeo caseiro pinta uma tela para ilustrar os versos. Tyler possui seus quinhão de momentos, incluindo: “Os manos me deram uma afastada, eu posso falar por mim mesmo Então eu mantenho a “cintura alta” e um “cinto jacaré” / E tem um cano no cinto, eu não estou jogando esse jogo / Mas tenho uns manos que poderiam se eu passar o controle” e “Eu sou um alien, tenho uma arma laser com grande feixe / Casado com o dinheiro, minha “vadia verde” / Não, eu não uso lean, mas vôo em foguetes tipo Yao Ming / Vocês são todos fracos”. Os bons momentos do A$AP Rocky aparecem no segundo verso. Ele abre de forma contundente, dizendo: “Foda-se roupas, eu compra peças / Alguns nudes meus e essas putas tipo divas / Tenho meus Vans, mas eles parecem tênis comuns / Virou alguns pacotes, BasedGod no som / Som em todos os auto-falantes”. E, por fim, fala sobre o mumble-rap e faz referências ao Kodak Black e à esquete “CALLDROPS” do seu novo álbum: “Então eu penso sobre o estado do rap / Todos os novos na cena / Todos os velhos resmungando e chatos / Resmungando e rap, rap resmungando? / Eu acho difícil achar talentos atuais / Eu acho difícil achar um desafio atual / Eu sou como o último hit ácido do Shabazz Palace, elaborado / Labirinto do rap, fale do Lazaruth com o Kodak Black / Na faixa “Calldrops” do álbum”. “Potato Salad” é o que acontece quando dois artistas talentosos colhem os frutos de seu trabalho. Tyler, the Creator e A$AP Rocky poderiam entrar em conflito com seus estilos, no entanto, o carisma e senso de humor de cada um deles se complementam muito bem. E para completar, a nostálgica batida de “Knock Knock” deixou esse freestyle mais emocionante. Em outras palavras, “Potato Salad” é tão agradável porque simplesmente mostra dois rappers talentosos apenas se divertindo.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.