Review: The 1975 – Sincerity Is Scary

Lançamento: 13/09/2018
Gênero: Soul, Jazz
Produtores: George Daniel e Matty Healy
Compositores: George Daniel, Adam Hann, Matty Healy e Ross MacDonald.

Onovo álbum da banda The 1975, “A Brief Inquiry into Online Relationships”, chega em 30 de novembro de 2018, com cada faixa parecendo mostrar um lado diferente do quarteto. Lançada essa semana, “Sincerity Is Scary” encontra o vocal sussurrado de Matty Healey sobre melodias de piano e linhas de trompete. Sonoramente, não está muito além de uma típica faixa do The 1975. O coro gospel durante o refrão emparelhado com instrumentos de jazz e soul é uma clara reminiscência de “If I Believe You” do último álbum da banda. Naturalmente, o refrão é a melhor parte da música. No entanto, este single retrata uma mudança na narrativa lírica do grupo. “A ironia não faz mal, suponho que seja culpa da cultura / Você tenta e esconde sua dor do jeito mais pós-moderno / Você não tem conteúdo quando diz algo como: Oh, que pena / É apenas uma obsessão por si própria que te impede de ser humano”, Healy canta ao mesmo tempo que deixa a vulnerabilidade entrar. Enquanto os outros três singles lançados anteriormente têm melodias predominantemente eletrônicas, “Sincerity Is Scary” apresenta uma abordagem diferente.

Liderada por uma simples bateria, a música mergulha em um território de jazz experimental, ao passo que Matty Healy reflete sobre como escondemos nossos sentimentos por trás da ironia. É um comentário honesto sobre o modo como agimos nos relacionamentos e porque sempre nos preocupamos com o que os outros pensam de nós. Um momento estranhamente vulnerável com uma produção crua e um delicioso coral gospel elevando sua emoção. A semelhança com “If I Believe You” foi muito bem-vinda, uma vez que trata-se de uma das melhores faixas do álbum “I Like It When You Sleep, for You Are So Beautiful Yet So Unaware of It” (2016). “Por que não podemos ser amigos / Quando somos amantes? / Porque sempre termina / Com nós odiando um ao outro / Em vez de me xingar / Você deveria me trazer pra perto / Eu só tenho mais uma coisa a dizer”, eles cantam no maravilhoso refrão. “Sincerity Is Scary” é certamente outro grande acerto da banda. Com base em “Give Yourself a Try”, “Love It If We Made It”, “TOOTIMETOOTIMETOOTIME” e “Sincerity Is Scary”, tudo indica que o terceiro álbum do grupo será muito bom. Para conter a ansiedade, podemos continuar apreciando os quatro singles divulgados até o momento.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.