Review: Slipknot – All Out Life

Lançamento: 31/10/2018
Gênero: Groove Metal
Produtor: Slikpnot
Compositor: Slikpnot.

Em 31 de outubro de 2018, Slipknot compartilhou sua primeira nova música em quatro anos. Ela se chama “All Out Life” e chega com um videoclipe dirigido por M. Shawn Crahan. Em uma entrevista com Zane Lowe no Beats 1 da Apple Music, Corey Taylor disse: “O álbum está em andamento, e será um dos capítulos mais sombrios da história do Slipknot”. Facilmente um dos projetos mais esperados de 2019, o novo álbum da banda certamente causará euforia entre os fãs e a crítica. Será a continuação do “.5: The Gray Chapter” (2014) e o sexto álbum em geral do Slipknot. Sonicamente, a música se encaixa perfeitamente no seu último LP, e enquanto eles estavam prometendo algo parecido com o “Iowa” (2001), a faixa não é tão inflexível. Ainda assim, parte do DNA de “All Out Life” pode ser encontrado nesse clássico da banda. Ha uma introdução dramática, discursos vocais, acenos de guitarra de black metal e muito mais. Slipknot sempre parece melhor quando está criando uma cacofonia louca e fazendo o feio se tornar adorável. Eles fazem isso injetando melodias doentes no meio do caos e inserindo turbilhões de batidas e arranhões sobre riffs retorcidos. Dando algumas de suas letras mais prolixas e intelectuais, Corey Taylor ataca o sistema americano que se banqueteia com a empatia da sociedade.

Enquanto os políticos falam sobre a unidade, ele exige isso e pinta uma imagem sombria do que temos enquanto eles permanecem ausentes. “All Out Life” é imediatamente reconhecido como Slipknot – afinal tem aquele som único que os fãs cresceram ouvindo. A mixagem soa muito áspera e alguns dos sons de bateria estão abafados. Aqui, a fúria da banda ajuda a transmitir a mensagem política. Portanto, este single tem tudo o que você espera do Slipknot em 2018. Eles conseguem trazer “All Out Life” para perto dos fãs, tanto figurativamente quanto literalmente. Taylor retorna com seu grunhido já conhecido, mas adicionando alguma diversidade. Além disso, seu verso rosnado juntamente com o refrão melódico destaca sua capacidade de cantar. Para este single, Taylor constantemente leva as coisas adiante com grande intensidade, mas a letra é a verdadeira estrela por aqui. Nós temos uma música agressiva com letras inteligentes e perspicazes. Um riff distorcido introduz a canção, antes dele começar a gritar com raiva. “All Out Life” vem com uma movimentação irrefreável, refrões raivosos e ataques ao atual estado da indústria da música. “Velho não significa morto / Novo não significa melhor / Não leve a mal / Eu estou cansado de estar certo sobre tudo o que eu disse”, Taylor canta. É Slipknot como você esperaria – emocionante, assustador e angustiante. O mesmo pode ser dito do videoclipe, que é basicamente sangrento e caótico!

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.