Review: Selena Gomez – Lose You to Love Me

Você acredita que já faz quatro anos que Selena Gomez lançou seu último álbum? No entanto, esses anos provaram ser uma luta para ela, depois que passou por um transplante de rim, enfrentou o lúpus, terminou com The Weekend e reacendeu brevemente seu relacionamento com Justin Bieber. Mas após várias colaborações com outros artistas – incluindo Kygo, Mashmello, DJ Snake e benny blanco – Selena Gomez finalmente retornou com uma nova música. Ela explicou que “Lose You to Love Me” é sobre sua jornada de autodescoberta nos últimos anos. As letras chegam à conclusão de que, no meio disso tudo, ela parou de se amar. A música foi co-escrita por Julia Michaels, Justin Tranter e produzida por Mattman & Robin e Finneas O’Connell (que na maior parte só produz para sua irmã, Billie Eilish).

O videoclipe foi gravado inteiramente em um iPhone 11 – os efeitos em preto e branco representam que nem tudo é o que as pessoas veem ou dizem. Em “Lose You to Love Me”, é apenas ela, um videoclipe monocromático e acordes de piano. Uma balada melancólica sobre um parceiro que parecia se importar mais com ele do que com o relacionamento em si. Gomez toma tempo para enfatizar repetidamente os danos que ele causou a ela. É quando chegamos à parte mais importante da música. “Nós sempre entramos nisso cegamente / Eu precisei te perder para me encontrar”, ela canta. “Esta dança estava me matando suavemente / Eu precisei te odiar para me amar”.

Parece ser sobre seu relacionamento de quase 10 anos com Justin Bieber – eles terminaram o namoro em março de 2018. Uma coisa é reconhecer que você está em um relacionamento tóxico. Mas aqui está ela, se recuperando das cicatrizes. Ela teve que perdê-lo para se amar verdadeiramente. Outro sinal de que essa música é sobre ele aparece no segundo verso. Selena Gomez canta que seu ex-namorado começou um novo relacionamento dois meses depois de terminar com ela. Coincidentemente ou não, Bieber começou a namorar Hailey Baldwin em junho de 2018. Os vocais são apoiados por uma poderosa performance de piano solo. Além disso, no refrão, ela recebe um impulso dos vocais de apoio, cordas e harmonias, que elevam o nível de intensidade. Agora, não me interpretem mal. Existem alguns pontos que tenho que mencionar. O refrão é preguiçoso e a falta de um contexto pessoal explícito dificulta a distinção entre ela e outras baladas genéricas com o mesmo assunto. Em suma, “Lose You to Love Me” é morna e simplesmente chata – não há qualquer fator que me faça querer ouvi-la mais vezes.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.