Review: Rita Ora – Girls (feat. Cardi B, Bebe Rexha & Charli XCX)

Lançamento: 11/05/2018
Gênero: Pop
Produtores: Ben Billions, Jonny Coffer e Andrew Watt
Compositores: Rita Ora, Kleonard Raphael, Ali Tamposi, Jonny Coffer, Jordan Thorpe, Belcalis Almanzar, Brian Lee, Andrew Wotman e Benjamin Diehl.

Afaixa “Girls” circulava na internet há mais de um ano, depois que Rita Ora e Charli XCX cantaram em alguns festivais. Entretanto, depois que foi lançada oficialmente tornou-se um tópico de discussões nas redes sociais. Isso aconteceu porque algumas pessoas apontaram “Girls” como ofensiva para a comunidade LGBT. Algumas artistas abertamente bissexuais e homossexuais, incluindo as cantoras Hayley Kiyoko, Kehlani e Shura, ficaram irritadas com as letras e apontaram seus problemas. Essa imprensa negativa levou Rita Ora a falar sobre a sua sexualidade. “Às vezes, eu só quero beijar garotas / Vinho tinto, eu só quero beijar garotas”, ela canta no refrão de “Girls”. Essa parte, em particular, parece insinuar que ela só beija garotas quando está bêbada ou apenas por diversão. “Girls foi escrita para representar minha verdade, e é um relato preciso de uma experiência muito real e honesta em minha vida. Eu tive relacionamentos românticos com mulheres e homens durante toda a minha vida e isso é minha jornada pessoal”, ela disse através do Twitter.

“Me desculpe como eu me expressei na minha música e se machucou alguém. Eu nunca causaria danos intencionalmente a outras pessoas LGBT ou a qualquer outra pessoa”, continuou. Bom, apesar das letras serem um pouco problemáticas, elas foram escritas por uma mulher bissexual. Alguns versos podem fazer você levantar a sobrancelha, porém, descrevem experiências pessoais da cantora. “Não sou unilateral, sou mente aberta / Sou meio a meio e nunca vou esconder / Você deveria saber”, ela canta no primeiro verso. Depois de uma primeira audição, você provavelmente ficará empolgado com a produção. Além da Ora, “Girls” conta com a participação de mais três mulheres, Cardi B, Bebe Rexha e Charli XCX. Ou seja, trata-se de uma música cheia de poder feminino que tenta celebrar a bissexualidade. Comparações com “I Kissed a Girl” da Katy Perry são inevitáveis, uma vez que ela abordou o mesmo tema a dez anos atrás. Mas, segundo a própria Rita Ora, “I Kissed a Girl” foi uma forte inspiração para “Girls”. O videoclipe mostra a cantora cercada por lindas mulheres em um jardim.

XCX aparece com um vestido branco, enquanto caminha por uma floresta. Rexha surge na frente de um espelho, ao passo que Cardi é apresentada através de um holograma. Depois de entregar o seu verso, ela inesperadamente dá um beijo na Rita Ora. Ter quatro artistas numa mesma música pode causar um certo conflito e não haver tempo suficiente para cada uma brilhar. Porém, todas tiveram o seu momento nesta faixa. Entre elas, a única que parece um pouco fora de sintonia é a Bebe Rexha, tanto que seu verso é o mais fraco. Mas no geral, “Girls” é uma canção pop cativante e sedutora conduzida por um sintetizador pesado, batidas de inspiração trap e coros de fundo. Como de costume, XCX consegue adicionar uma textura extra com suas repetições viciantes. O eufórico refrão, por sua vez, é o ponto alto da música! É demasiadamente grudento e ficará preso na sua cabeça por dias. Em suma, apesar de algumas questões líricas, não podemos diminuir a importância da música para a própria Rita Ora. Ela foi muito corajosa ao compartilhar algo tão pessoal.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.