Review: Normani x Calvin Harris – Checklist / Slow Down

Lançamento: 22/10/2018
Gênero: R&B, EDM
Produtor: Calvin Harris
Compositores: Normani Kordei, Adam Wiles, Brittany Talia Hazzard, Ayodeji Balogun e Jessica Reyez.

Em 22 de outubro de 2018, Normani e Calvin Harris lançaram um EP com duas músicas, “Checklist” e “Slow Down”. A primeira tem uma produção mais caseira, na qual Normani pede a um namorado que devolva seus sentimentos. Aqui há batidas dançantes e fortes influências do afrobeat e dancehall. A segunda faz exatamente o oposto do que o título sugere, ou seja, é eletrizante e feita especialmente para as pistas de dança. Com o Fifth Harmony em pausa, as meninas estão tentando seguir os passos de Camila Cabello em sua carreira solo. Depois de conseguir um top 10 na Billboard Hot 100 com Khalid em “Love Lies”, Normani revelou duas novas faixas com o DJ escocês. Calvin Harris já lançou dois grandes singles este ano, sendo “One Kiss”, com Dua Lipa, e “Promises”, com Sam Smith. Agora, ele deixou o dance dos anos 90 e o house um pouco para trás, a fim de produzir um estilo que se encaixa melhor com a Normani. As duas canções merecem um tratamento completo, pois possuem produções incrivelmente cativantes. Ambas têm uma produção semelhante ao último álbum do Calvin Harris, “Funk Wav Bounces Vol. 1” (2017), apesar de ter um estilo mais inspirado pelo dancehall e o reggae. Portanto, não é novidade que ambas as faixas soam como futuros sucessos e destacam o poder do DJ hitmaker. Começando com “Checklist”, Normani brilha sobre o sulco de R&B infundido pelo Calvin Harris. É uma faixa irresistível para os ouvidos que vai fazer você querer dançar e se perder nas batidas viciantes de afrobeat. WizKid, que anteriormente participou de “One Dance” do Drake, adiciona seu próprio sabor à música com versos que complementam perfeitamente os da Normani. É uma canção tingida de dancehall com algumas linhas bem rápidas: “Me faça sentir como se você fosse me afogar / Me faça sentir como se você me molhasse / Só você sabe como me levantar”.

A vibe mundana apimenta a mistura de R&B com afrobeat e dancehall, enquanto os toques eletrônicos e as poderosas cordas aumenta a entrega descontraída da música. “Checklist” me agarrou instantaneamente, uma vez que mostra os pontos fortes de ambos artistas. “Slow Down”, por sua vez, tem uma vibração um pouco diferente, embora permaneça completamente dançante. Com Normani cantando sobre um amor não correspondido, ela mostra seus vocais mais lisos e polidos. É uma canção que combina muito bem com o recente estilo de produção do Calvin Harris. Aqui, ele criou uma batida influenciada pelo dance-pop que serve como base para Normani pedir as seguintes coisas: “Você poderia apenas ser real? / Não tenha medo de sentir isso / Nós podemos fazer o mundo continuar”. E ela insiste antes que a batida fique mais acelerada: “Você poderia me deixar sentir isso? / Você pode arriscar, mas eu estarei aqui / Eu posso fazer o seu solitário desaparecer direito”.  Inicialmente, há lentas teclas de piano, conforme a batida cai rapidamente para revelar que trata-se de uma música dançante. Em seguida, o bumbo bate enquanto Normani compreende sua situação amorosa sobre sintetizadores e licks de guitarra. Enquanto ela oferece o seu coração, Calvin cria uma tensão deliciosa alternando entre batidas rítmicas – fazendo-nos antecipar o que está por vir. Dentre os duas, “Slow Down” possui um maior apelo comercial, simplesmente porque está mais alinhada com as tendências atuais. O refrão e o drop pós-refrão pode causar uma má primeira audição, mas se torna estranhamente viciante depois de mais algumas escutas. Eu não vou mentir, depois da separação do Fifth Harmony, Normani foi àquela que mais me animou para uma carreira solo.

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.