Review: Natalie La Rose – Around the World (feat. Fetty Wap)

Álbum: Around the World (feat. Fetty Wap) – Single
Lançamento: 02/06/2015
Gênero: Pop, R&B
Produtores: Max Martin
Compositores: Marco Borrero, Ilya Salmanzadeh, Max Martin, Savan Kotecha, Rickard Goransson, Justin Franks e Willie Maxwell.

Em 2015, Natalie La Rose apareceu, discretamente, nas principais paradas musicais ao redor do mundo com a música “Somebody”, uma faixa de R&B que possui amostras do hit “I Wanna Dance With Somebody” de Whitney Houston. Com essa canção, a holandesa, contratada da Flo Rida’s International Music Group, alcançou o Top 10 nos Estados Unidos e Reino Unido, dois dos maiores mercados da música mundial. Dia 02 de junho ela lançou o seu mais recente single, chamado “Around the World”, com produção de ninguém menos que Max Martin. Anteriormente, ela havia colaborado com Jeremih em “Somebody” e, dessa vez, La Rose recrutou o rapper sensação Fetty Wap para adicionar alguns versos em “Around the World”.

A cantora terá que se esforçar para aproveitar o sucesso repentino que seu single de estreia trouxe e, consequentemente, tirar seu aspecto de one hit wonder. Enquanto “Somebody” pode ser descrita como suave, sexy e sutil, o seu novo single tem uma abordagem um pouco diferente. É claro que ela não desviou-se do seu caminho R&B, mas “Around the World” é muito mais up-tempo que a citada. Inicialmente, a música começa lenta, enquanto os belos vocais de Natalie são o centro das atenções. Sua voz soa única e muito confortável, portanto, se ela aperfeiçoar sua presença de palco, essa música poderá funcionar bem ao vivo. Seguindo em direção ao refrão, uma batida se junta e o próprio é construído em cima de um gancho (“rararara”) instantaneamente grudento.

A música parece ser muito mais voltada para o mercado urbano americano, mas percebe-se que ela também tem elementos de euro-dance em sua composição. Musicalmente, “Around the World” é caracterizada por um baixo pulsante e letras cativantes, uma configuração bem feita para uma canção de verão. Em um verso brincalhão, La Rose confessa: “Se eu fosse sua garota / Se eu fosse sua garota / Eu daria a você em todo o mundo”. Mais tarde, Fetty Wap faz uma aparição na ponte e empresta seu fluxo de assinatura, recitando: “Seu amor é um tesouro, tesouro como diamantes e pérolas / Eu só quero ser seu homem, apenas seja minha garota”. Seu rap acabou ficando incoerente com o ritmo da música e não acrescenta em nada para a mesma.

Mas claro que a presença de um artista que está fazendo algum barulho nas paradas musicais, como Fetty Wap, é bem-vindo para alguém que busca um novo hit. A batida da canção parece ter influências de outros ritmos, além de uma vibe pop e hip hop. A música parece se curvar as tendências das rádios, mas sem repetir a mesma fórmula do single anterior. Não é tão instantaneamente cativante como “Somebody”, mas é uma faixa agradável. Quando um artista lança um single de estreia bem sucedido, como foi o caso de Natalie La Rose, ele ajuda a trazer o nome da pessoa para os holofotes, no entanto, também adiciona uma pressão para os próximos lançamentos. De qualquer maneira, com alguém como Max Martin nos bastidores, eu acredito que a cantora ainda terá outro single de sucesso em seu currículo.

61

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.

  • M.

    Essa musica tem sample de alguma musica, mas não sei qual….

    • Leo

      Também acho, mas não consegui identificar hehe