Review: Naiara Azevedo – Buá Buá

Lançamento: 11/05/2018
Gênero: Sertanejo
Produtor: Blener Maycom
Compositores: Tierry e Matheus Kennedy.

Depois de despertar a atenção postando vídeos no YouTube, Naiara Azevedo se mudou para Londrina, Paraná, e gravou o seu primeiro DVD em 2013. Mas o estouro nacional aconteceu quando ela foi para Goiânia, capital do sertanejo, para gravar o álbum “Totalmente Diferente” (2016). Foi com o single “50 Reais”, uma colaboração com Maiara & Maraisa, que Naiara Azevedo ficou entre as mais tocadas nas rádios brasileiras. Com outras canções de sucesso, como “Mordida, Beijo e Tapa”, “Avisa que Eu Cheguei” e “Pegada Que Desgrama”, que alcançaram o #1 lugar da Billboard Brasil, Naiara Azevedo está entre as cantoras com maior demanda de shows. “Buá Buá”, seu primeiro single lançado em 2018, também já alcançou o topo da principal parada de singles da Billboard Brasil. Como de costume, a letra é um tanto quanto brega e possui algumas referências embaraçosas. Além disso, a interpretação vocal da Naiara Azevedo é muito exagerada, demasiadamente dramática e caricata. Pior do que isso, só o refrão formado pelo título constrangedor. “Amor enquanto você não voltar / O meu coração não para de chorar e eu / Buá, buá, buá, buá, buá, buá, buá / Amor enquanto você não voltar / Os meus olhos desidratam de chorar e eu / Buá, buá, buá, buá, buá, buá, buá”, ela canta.

Quando ouvi essa música pela primeira vez, senti um grande constrangimento. Embora possua um vocal poderoso, ela não sabe aproveitar a qualidade de ser uma mezzo-soprano. Sua interpretação vocal causa mais vergonha alheia do que emoção. O sertanejo tem a tendência em ser brega, mas nesta canção ela ultrapassou os limites da cafonice. “Sempre pegava o busão comigo / A gente dividia o mesmo fone de ouvido / Na faculdade repartia o lanche / Um misto frio uma lata de refrigerante”, ela canta na introdução. Liricamente, “Buá Buá” fala sobre uma traição que acabou com o seu namoro. “Mas pra fazer besteira só precisa de um segundo / Me arrependi de me deitar com outro”. Arrependida, a cantora tenta expressar seus sentimentos com frases como: “Perdi a fome eu emagreci / E no peito o coração pesava uma tonelada”. Os primeiros acordes de violão e o riff de saxofone dão a impressão de que será uma música promissora. Mas quando Naiara Azavedo começa a cantar letras como essas, com sua interpretação exageradamente dramática, tudo vai por água abaixo. “Buá Buá” possui um dos piores refrões que eu escutei esse ano. É realmente digno de constrangimento.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.