Review: Marshmello & Bastille – Happier

Lançamento: 17/08/2018
Gênero: EDM, Pop
Produtores: Marshmello e Steve Mac
Compositor: Dan Smith.

Marshmello passou a ganhar destaque no mainstream depois que lançou “Silence” com vocais do Khalid. Mais tarde, o DJ americano conseguiu mais duas canções de sucesso, “Wolves”, com Selena Gomez, e “FRIENDS”, com Anne-Marie. Agora, ele convocou os britânicos da Bastille para divulgar o seu novo single, intitulado “Happier”. “Nós escrevemos ‘Happier’ no ano passado e pensamos que seria ótimo fazer uma colaboração”, explicou Dan Smith. “Nós nos divertimos muito trabalhando com Marshmello, que conseguiu encontrar alegria na melancolia. É sempre bom entrar no mundo de outra pessoa por um minuto”. Depois de lançar o “Wilde World” (2016), a Bastille iniciou uma nova era com o single “Quarter Past Midnight” no início deste ano. Ao lado do Marshmello, a banda tenta conseguir outro hit à altura de “Pompeii” e “Off the Night”. Em “Happier”, o DJ cuidou da produção com Steve Mac, enquanto Dan Smith forneceu os vocais e escreveu as letras. Em termos de estrutura, é uma música bastante previsível com um drop eletrônico comum após o refrão. Liricamente, ela fala sobre o momento em que você percebe que sua namorada ficaria melhor sem você“Eu quero levantar seus espíritos / Eu quero ver você sorrir, mas / Sei que isso significa que vou ter que sair”, Dan Smith canta com o coração partido.

“Happier” não hesita um segundo para fornecer letras como essas, consequentemente, isso estabelece a base para a música. O tema é muito frequente, mas sua linguagem descritiva a diferencia de outras faixas. Smith não quer enfrentar o inevitável e percebe que precisa terminar o namoro, uma vez que sua maior preocupação é vê-la mais feliz. “Ultimamente, eu estive, eu estive pensando / Eu quero que você seja mais feliz, eu quero que você seja mais feliz”, ele canta. Inesperadamente, a mensagem que ele tenta transmitir é bem madura. “Happier” é uma evidência de que, no meio da instabilidade, a Bastille ainda pode fazer o inesperado. Após o refrão, a queda da batida acontece e define a parte mais estereotipada da música. Inicialmente, o piano acompanha a reflexão de Dan Smith, conforme ele oferece tons emocionais. Posteriormente, a batida se instala e uma guitarra é usada durante o refrão. É apenas divertido e alegre em termos de som, mas com uma direção lírica casual. Há uma dinâmica contrastante, visto que a música é feliz, mas as letras são melancólicas. “Happier” é uma faixa agradável, mas cai num território previsível com um drop genérico muito utilizado no mundo EDM. Se o Marshmello tivesse criado algo mais experimental, teria dado maior destaque para a profundidade das letras.

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.