Review: Luke Bryan – Strip It Down

Álbum: Kill the Lights
Lançamento: 04/08/2015
Gênero: Bro-Country, R&B
Produtores: Jeff Stevens e Jody Stevens
Compositores: Luke Bryan, Jon Nite e Ross Copperman.

Luke Bryan lançou em 04 de agosto a música “Strip It Down” como segundo single do seu quinto álbum de estúdio (“Kill the Lights”). A canção foi escrita por Bryan, Jon Nite e Ross Copperman, e produzido por Jeff e Jody Stevens. O título dá uma interpretação bastante precisa do que a faixa se trata, uma música de amor que é pessoal, romântica, sexy e bastante picante. Não há dúvida que Luke Bryan tornou-se uma das maiores estrelas da música country dos últimos anos, mas isso não o impediu de receber altas críticas pela escolha dos seus singles. “Strip It Down” chega para suceder a faixa “Kick the Dust Up”, e tenta silenciar os críticos ao oferecer uma abordagem inteiramente nova. Mas, sinceramente, acho que essa canção não conseguirá este feito, visto que não soa tão country quanto deveria.

“Strip It Down” é apenas mais uma faixa na sequência de vários singles que tem sido despojados de quaisquer elementos da verdadeira música country. Os únicos aspectos da música que soam country é alguns referências no conteúdo lírico e a voz interessante de Luke Bryan, que tem um nasal típico do gênero. Fora isto, é seguro dizer que a produção é muito mais focada no R&B e no pop. Luke, juntamente com o duo Florida Georgia Line, tornaram-se conhecidos por trazerem a tendência bro-country para as rádios americanas, e isto não é visto como uma coisa boa. “Strip It Down” começa com uma batida de hip-hop acompanhada por uma melodia de piano reluzente. Os vocais de Luke Bryan estão roucos e sensuais, enquanto a música é evocativa em uma variedade de maneiras e tenta mostrar um lado diferente do estilo musical dele.

Pode até ser considerada um passo experimental dentro da música country e, em certos momentos, funciona bem com a voz dele. É uma música que nos dá um lado totalmente distinto de quem ele é e o que ele pode fazer como um artista. O problema é que não é uma faixa tão grudenta e, consequentemente, fica um pouco chata após poucas escutas. “Deixá-lo desaparecer no preto / Deixe-me passar os dedos pelas suas costas / Permite sussurro, vamos sem falar / Baby, deixe a minha camiseta no corredor”, ele canta inicialmente. Liricamente, a canção é sobre um casal que está tentando reacender a paixão no quarto, quase da mesma forma que Brad Paisley e Carrie Underwood cantaram em “Remind Me”.

Mas, essa música é um pouco menos sem imaginação do que a citada. É, basicamente, uma canção sobre sexo apresentada em forma de uma balada romântica. Bryan tenta ser romântico e sincero, porém, em alguns momentos soa forçado e com foco apenas na relação sexual. Sonoramente, na ponte ele até consegue dar um sabor diferente para a música, ao oferecer, brevemente, um solo de guitarra elétrica. Tudo somado, “Strip It Down” é uma canção emotiva, provocativa e um lançamento refrescante, embora não muito original ou formidável. Luke Bryan tem uma boa voz e uma personalidade cativante, tudo que ele realmente precisa é começar a entregar músicas de maior qualidade e com um conteúdo mais maduro.

56

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.

  • William Fernando Pereira

    a música é super brega e forçada, mas eu gosto do piano e da letra picante, gosto mesmo heheh falei