Review: Lil Xan – Moonlight (feat. Charli XCX)

Lil Xan e Charli XCX têm um romance de fim de noite em um motel no novo vídeo de “Moonlight”. O single aparece no “Total Xanarchy” (2018), o álbum de estréia do rapper. Além da Charli XCX, o registro conta com participações de Diplo, Rae Sremmurd, 2 Chainz, YG, Yo Gotti e Rich the Kid. Ao falar sobre sexo, “Moonlight” é um dos poucos momentos que se destacam no repertório. Fortemente encharcada por auto-tune, a música apresenta uma batida desajeitada, um violão suave, uma linha de baixo trêmula e chimbais em staccato. Uma faixa melódica que, em termos de conceito, apresenta letras sobre passar uma noite divertida sob influência de bebidas alcoólicas. Mesmo em um disco incrivelmente atípico como o “Total Xanarchy” (2018), o amor adolescente devastado por drogas encontra sua posição. Sonoramente, é um crossover de mumble-rap que, embora não seja completamente bom, pelos menos parece interessante. Com seus vocais de marca registrada, XCX combinou perfeitamente com a simplista batida de trap. “Moonlight” poderia ter sido facilmente inclusa em algum álbum da cantora, se não fosse pela terrível aparição do Lil Xan.

Esta canção serve como a composição mais resistente do álbum, já que o rapper reproduz letras aparentemente simples: “Mercedes branco, chicoteie-o / Faça 150, espero não bater / Foda-se essa cadela e acerte o traço / Eu estou no meu super-herói, baby / Vamos apenas voar para longe”. O humor e a vibe permanecem cativantes, mesmo que “Moonlight” seja tão falha quanto o resto do “Total Xanarchy” (2018). Em termos de conceito, poderia ter funcionado melhor se fosse uma canção liderada pela XCX. Dessa forma, poderia captar adequadamente o tom delicado que está tentando utilizar. “A felicidade é tudo que importa, isso eu espero que você saiba / E foda-se, vamos ver o que acontece, arriscar, vamos fazer uma viagem”, eles cantam no refrão. O fluxo do Lil Xan parece de um sonâmbulo, enquanto suas letras lutam para manter a sobriedade. A voz da Charli é, sem dúvida, o fator dominante da música, visto que o Xan é tão monótono e esquecível. Além disso, é ela que consegue aumentar a energia emotiva da música. Em suma, ressalto que “Moonlight” é a única faixa promissora que você vai encontrar no primeiro álbum do rapper. Mas em grande parte graças ao carisma da Charli XCX.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.