Best New Track: Kanye West – Famous

Álbum: The Life of Pablo
Lançamento: 29/03/2016
Gênero: Hip-Hop
Produtores: Kanye West, Havoc, Noah Goldstein, Charlie Heat, Andrew Dawson, Hudson Mohawke, Mike Dean e Plain Pat.
Compositores: Kanye West, Cydel Young, Kejuan Muchita, Noah Goldstein, Andrew Dawson, Mike Dean, Chancelor Bennett, Kasseem Dean, Ernest Brown, Ross Birchard, Pat Reynolds, Jimmy Webb, Winston Riley, Luis Enriquez Bacalov, Enzo Vita, Sergio Bardotti e Giampiero Scalamogna.

O primeiro single do sétimo álbum de estúdio de Kanye West, “Famous”, gerou bastante polêmica assim que foi divulgada. A letra é controversa e faz referências sugestivas a cantora Taylor Swift. Todos devem se lembrar do episódio que aconteceu no Video Music Awards de 2009, quando Kanye West interrompeu o discurso da cantora. A disputa entre eles vem desde aquele dia, embora ambos não parecem ter qualquer problema um com o outro. Tudo parece ser apenas publicidade, uma vez que em 2015, no palco da mesma premiação, os dois compartilharam elogios e se abraçaram em público. Em sua primeira linha, West recita: “Para os parceiros do Sul que me conhecem melhor / Acho que Taylor e eu ainda vamos transar / Por quê? Eu fiz esta vadia ficar famosa”.

Não é novidade que o rapper costuma ser controverso em seus versos. E aqui, em “Famous”, ele está no seu pico mais arrogante. O comentário dirigido à Taylor Swift é bem desnecessário e misógino, mas, felizmente, isto não mancha a incrível qualidade desta música. O restante do conteúdo lírico é bastante simples, pois West apenas recita comentários sobre ser famoso. O que realmente chama atenção em “Famous” é sua perfeita colagem sonora. Há muita coisa acontecendo ao mesmo tempo nesta música, porém, de uma forma excepcional. A canção contém amostras de “Do What You Gotta Do”, interpretado por Nina Simone, “Bam Bam” da DJ Sister Nancy e “Mi Sono Svegliato E… Ho Chiuso Gli Occhi” da banda Il Rovescio della Medaglia.

O gancho principal é fornecido lindamente por Rihanna, enquanto o rapper Swizz Beatz bate em cima das amostras de “Bam Bam”. O sample do dancehall de Sister Nancy é uma das partes mais cativantes, visto que acaba servindo como uma acabamento ideal para a música. A produção faz o ouvinte lembrar das influências old-school de West, assim como Swizz Beatz colabora com o seu fluxo clássico. “Famous” começa com os vocais onipresentes de Rihanna, que canta: “Cara, eu entendo como deve ser / Meio difícil amar uma garota como eu / Eu só queria que você soubesse”. Ela performa sobre um órgão de igreja profano, que dá à música uma sensação gospel formidável. Em seguida, temos uma quebra instrumental onde Kanye West entra em ação. Apesar de suas controvérsias, “Famous” é definitivamente uma música extraordinária.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.