Review: Justin Timberlake – SoulMate

Lançamento: 03/07/2018
Gênero: Pop
Produtores: Nineteen85 e Justin Timberlake
Compositores: James Fauntleroy, Paul Jefferies, Justin Timberlake, Brian Casey, Gary Smith, Bert Young e Brandon Casey.

Em 03 de julho de 2018, Justin Timberlake lançou um novo single chamado “SoulMate”. Essa faixa ensolarada – com a legenda “SUMMER STARTS NOW” em sua descrição no YouTube – é a primeira música do cantor desde o álbum “Man of the Woods”, lançado no começo do ano. “SoulMate” foi produzida por Nineteen85, o cara responsável por vários hits do Drake, como “Hold On, We’re Going Home”, “Hotline Bling” e “One Dance”. A campanha do seu último álbum não foi tão bem sucedida quanto ele esperava, talvez por isso o cantor quis seguir em frente. Nem mesmo sua performance no Super Bowl foi suficiente para salvar a decepção que foi o “Man of the Woods” (2018). “SoulMate” foi lançada de repente para a surpresa dos fãs, enquanto ele está na metade de sua turnê mundial. Com esta canção, Timberlake entra numa direção sonora mais contemporânea e o resultado é uma peça alegre e descontraída. É um single pronto para o verão, embora ainda seja liricamente vazio.

O tema é clichê e basicamente fala sobre amor, sexo e verão. A ideai geral por trás é a busca por sua alma gêmea. “Eu quero ser sua / Alma gêmea pela noite / Deixe-me colocar minha alma em você, está certo / Deixe-me puxar você para fora do seu corpo, para o meu / Deixe-me ser sua alma gêmea pela noite”, ele canta no refrão. A repetição lírica está em alta e torna-se rapidamente irritante. As batidas parecem um pouco robóticas para fazer dessa música um verdadeiro hino de verão. Enquanto isso, a voz do Timberlake está desalinhada e totalmente desprovida de emoção. A parte mais forte da música é a produção, porque a estrutura é interessante e não depende tanto dos sintetizadores e elementos eletrônicos. Entretanto, “SoulMate” não é memorável ou cativante. Muito pelo contrário, a repetição chega a ser insuportável e o lirismo é bem genérico. No geral, é uma canção pop frágil que dificilmente vai trazê-lo de volta para o topo das paradas. Como fã, eu realmente sinto falta do velho Justin Timberlake.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.