Review: Justin Bieber – Sorry

Álbum: Purpose
Lançamento: 22/10/2015
Gênero: Dancehall, Pop, Tropical House
Produtores: Skrillex e Blood Diamonds
Compositores: Justin Bieber, Julia Michaels, Justin Tranter, Sonny Moore e Michael Tucker.

Em 22 de outubro de 2015 Justin Bieber lançou mais uma nova canção, ela se chama “Sorry”. Foi escrita por Julia Michaels, Justin Tranter e Bieber, e serve como segundo single do seu futuro novo álbum, “Purpose”. A faixa foi produzida por Skrillex, com quem ele colaborou na música “Where Are Ü Now”, e Blood Diamonds. “Sorry” é uma música dancehall e tropical house, com contagiantes batidas EDM e eletrizantes riffs, que compartilha da mesma vibe do single anterior “What Do You Mean?”. Liricamente, é um pedido de desculpas para uma ex-namorada não identificada. Um videoclipe cheio de passos de dança também foi divulgado no mesmo dia do lançamento oficial da música. O vídeo, bem colorido e divertido, apresenta dançarinas dos grupos ReQuest Dance Crew e The Royal Family Dance Crew, e foi dirigido e coreografado por Parris Goebel. Em 2015, Justin Bieber conseguiu mudar a percepção negativa que o público tinha sobre ele em torno de um curto espaço de tempo.

Sua colaboração com o Jack Ü em “Where Are Ü Now” marcou uma mudança onde ele começou, musicalmente, ser levado mais a sério. “What Do You Mean?”, primeiro single do “Purpose”, mostrou que ele é capaz de fazer uma boa música pop, enquanto “Sorry” parece ser um sucessor adequado para o mesmo. É uma canção cativante, que tem tudo que você poderia querer de uma música pop atual, mas sem possuir uma melodia estereotipada. É quase embaraçoso dizer isso, mas esse ano Justin Bieber está provando ser capaz de esculpir um som interessante. “Sorry” segue os mesmos passos de “Where Are Ü Now” e “What Do You Mean?”, com uma estrutura e batida semelhante, mas oferecendo algo fresco e original por conta própria. Tanto Skrillex quanto Diplo devem ter inspirado Justin Bieber a seguir por essa sonoridade tropical, na mesma medida que ele reinventou seu estilo. A música é introduzida apenas pela voz sussurrante de Bieber e uma batida de tambor sem cortes. Mais tarde, ele canta em um dos versos: “É muito tarde para pedir desculpas agora? / Pois estou com saudades de você e não só do seu corpo”.

No geral, liricamente, a música é muito forte. Embora não seja uma obra-prima poética, é honesta e de alguma forma transmite uma sensação de realidade. O ritmo durante os versos tem uma ligeira e adequada atmosfera tropical em torno dele, enquanto os vocais soam maduros e convincentes. Nas partes onde ele confessa que está arrependido, sua entrega chega a ser até emotiva. O refrão, por outro lado, é muito curto e simples, mas não deixa de ser bastante viciante. Por ser simples ele é fácil de cantar junto, porém, pelo mesmo motivo, carece de profundidade. É formado por repetidos “sorry”, enquanto alguns “yeahs” são jogados na mesma medida. A minha única crítica quanto a estrutura e batida da música é que ela realmente soa muito semelhante a seus singles anteriores. Isto fica ainda mais explícito quando você ouve uma música seguida da outra. Mas, definitivamente, “Sorry” é uma canção muito boa e mostra uma certa maturidade de Justin Bieber como artista. Com um álbum pronto para ser lançado, será interessante ver o quanto desse som ele vai utilizar em seu repertório.

76

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.