Review: John Mayer – New Light

Lançamento: 10/05/2018
Gênero: Pop, Blues
Produtores: No I.D. e John Mayer.
Compositor: John Mayer.

Em 10 de maio de 2018, o talentoso John Mayer lançou um novo single chamado “New Light”. Lançada através do seu próprio selo, em vez da Columbia Records, é uma canção cheia de batidas fortemente influenciadas pelos anos 80. Inesperadamente, este single foi produzido por No I.D., famoso produtor americano de hip-hop. Além da influência oitentista, “New Light” apresenta sintetizadores, bateria de aço e a inseparável guitarra do cantor. É uma faixa sólida, embora não abra novos caminhos para a carreira do John Mayer. Ele é honesto sobre os seus sentimentos, fala sobre um amor não correspondido e afirma no primeiro verso que “quase 40 na zona de amizade”. Aliás, é difícil de acreditar que Mayer já tem 40 anos de idade. As letras mostram um estado mais vulnerável do que o habitual, embora a batida seja levemente dançante. “Mas se você me der apenas uma noite / Você vai me ver sob uma nova perspectiva”, ele canta. Mayer deixa claro que está apaixonado por uma nova pessoa e não tem medo de admitir isso.

“Pego uma carona até Malibu / Eu só quero ficar e olhar para você, olhar para você / O que importaria se seus amigos soubessem? / Quem se importa com o que as outras pessoas dizem?”, ele diz no segundo verso. A vontade de encontrar um novo amor corre por todas as linhas desta música. “New Light” é uma balada mid-tempo platônica, com um som encantador e inofensivo. A letra causa uma certa confusão, mas, embora não seja uma nova “Slow Dancing in a Burning Room”, é um bom single. Possui uma vibe bem diferente do seu último álbum, “The Search for Everything” (2017), que ostentava algumas baladas de amor e focava no arrependimento. Mas além do bom tom vocal e das nítidas guitarras, não há nada particularmente interessante por aqui. “The Search for Everything” (2017) percorreu um caminho completamente novo, depois que Mayer lançou o “Paradise Valley” (2013). Ele pode não ser mais aquele guitarrista excitante de “Waiting on the World to Change”, mas parece estar voltando às suas raízes. Vamos dar uma chance para ele!

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.