Review: Hungria Hip-Hop – Beijo Com Trap

Lançamento: 21/06/2018
Gênero: Hip-Hop, Trap
Produtor: Neguim
Compositor: Gustavo Neves.

Hungria Hip-Hop, o estranho nome artístico de Gustavo da Hungria Neves, é um rapper brasileiro de Goiás, que adora falar sobre sua vida noturna, carros de luxo e mulheres. Ele possui muitas visualizações no YouTube e, atualmente, se destaca no rap nacional. Faixas como “Lembranças”, “Não Troco”, “Coração de Aço” e “Dubai” já ultrapassam a marca de 100 milhões de visualizações. “Beijo Com Trap”, produzido por Neguim do grupo Pacificadores, foi lançado em 21 de junho de 2018. No videoclipe, Hungria Hip-Hop aparece saindo de um helicóptero e fumando dentro de um escritório. Há cenas de sexo, coreografias num aeródromo, passeios em carros de luxo e uma festa na piscina. O vídeo foi muito bem produzido e correlaciona muito bem com as letras da música. “Beijo Com Trap” possui uma produção requintada, escura e fortemente influenciada pelo trap. “Provei que a fumaça é resposta do fogo / Mas se você for fogo, eu posso ser fumaça / Somos parte de um, divididos em brasa / Componentes diferentes numa mesma solução”, ele rima. Hungria Hip-Hop possui um fluxo convincente, enquanto as letras ostentam uma vida de luxo, que envolve andar de Lamborghini.

“Hoje eu quero andar de Lamborghini / Liga pro meu meu time e fala que tá tudo certo / Ontem eu vi ela na vitrine / Hoje tô com ela, Deus me dá tudo que peço”. O bassline e o sintetizador pulsante foram muito bem posicionados sobre o seu fluxo. Ele realmente soube colocar sua voz em perfeita sintonia com o instrumental. “Beijo Com Trap” é uma faixa relativamente curta e simples, mas não deixa de ser infecciosa. “É trap com beijo, beijo com trap / Nós na sacada do décimo oitavo / É beijo com trap, trap com beijo / Quer ganhar o mundo de moto ou de carro?”, ele recita no refrão. As batidas, enfeitadas por teclas saltitantes e chimbais, conseguem envolver o ouvinte com facilidade. Se não fosse pelo idioma, essa faixa poderia ser facilmente confundida com alguma música de um rapper americano. “E esse seu olhar vermelho e sensual / Não mexe comigo, que eu tô perigoso / E se meus inimigos tão dormindo mal / É só o resultado do final do jogo”, ele diz na parte mais melódica da música. Além da produção sofisticada, “Beijo Com Trap” destaca a voz grave do Hungria Hip-Hop. Ele pode não ser um excelente rapper, mas sua voz é bastante persuasiva.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.