Review: Galantis – Bones (feat. OneRepublic)

Lançamento: 31/01/2019
Gênero: EDM, Pop
Produtor: Galantis
Compositores: Ryan Tedder, Christian Karlsson e Linus Eklöw

Adupla sueca Galantis convocou uma banda de pop-rock para o seu mais recente empreendimento. O seu primeiro single de 2019, intitulado “Bones” – apresentando o OneRepublic – deixa claro que eles estão prontos para uma nova temporada de festivais. Os instrumentos da banda ajudaram a pintar o cenário para “Bones”, enquanto os vocais de Ryan Tedder são acompanhados por acordes de violão, palmas e um sintetizador otimista. Há uma química evidente entre Galantis e OneRepublic. Embora certamente seja uma jogada de marketing juntar dois atos improváveis, o resultado foi natural para eles. Isso considerando o número de pessoas envolvidas no processo. Galantis é composto pelos DJs Christian Karlsson e Linus Eklöw, enquanto Tedder é acompanhado pelos guitarristas Zach Filkins e Drew Brown, o baixista Brent Kutzle e o baterista Eddie Fisher. O primeiro grupo ganhou fama por singles como “Runaway (U & I)”, enquanto o segundo é famoso por hits como “Apologize” e “Couting Stars”. No ano passado, ambos os grupos nos agraciaram com alguns lançamentos. Ryan Tedder e companhia divulgaram “Connection”, enquanto os suecos se uniram a nomes como Uffie, Max e Sofia Carson em um punhado de singles infecciosos.

Ryan Tedder assume a liderança em “Bones” colocando seus vocais sob uma produção vibrante, enquanto canta sobre a força de sua condenação por uma mulher. Como podemos ouvir, seus sentimentos são demasiadamente profundos. “Então, se você está me perguntando / Dizendo, garoto, como você sabe? / Eu não sinto apenas no meu coração / Eu não sinto apenas no meu coração / Eu sinto isso nos meus ossos”, ele canta no refrão. Crossovers de pop e EDM costumam ser bastante previsíveis, e o OneRepublic infelizmente não é estranho a este formato. Dito isto, seu último álbum de estúdio, “Oh My My” (2016), foi atormentado com essas tentativas. No entanto, quando foi revelado que eles tinham se juntado ao Galantis para uma faixa, havia alguma esperança restaurada, já que a dupla sueca tem um bom histórico. No entanto, a esperança durou brevemente, já que a batida inicial de “Bones” indica que a música soaria como qualquer outra canção recente da banda. A batida é genérica e não oferece nada de novo ou excitante. Eles literalmente caíram no mesmo ciclo. E para o Galantis, também não deixa de ser uma decepção. Normalmente, suas músicas têm batidas e estruturas melhores, mas essa música segue o livro de regras dos crossovers de EDM – e isso não é algo bom. Provavelmente, a única grande coisa que posso admirar é o conteúdo lírico.

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.