Review: Future – Jumpin on a Jet

Lançamento: 09/01/2019
Gênero: Hip hop, Trap
Produtor: Southside
Compositores: Nayvadius Wilburn e Joshua Luellen

Outro dia, outro novo single do Future. Menos de uma semana depois do lançamento de “Crushed Up”, Future retorna com um novo vídeo para “Jumpin on a Jet”, o segundo single do seu próximo álbum, “The WIZRD”. O álbum marca o primeiro lançamento solo do rapper desde que o “FUTURE” e “HNDRXX” foram lançados em fevereiro de 2017. Fiel ao título, Future fica feliz com seus jatos particulares nessa peça produzida pelo Southside. O vídeo dirigido por Colin Tilley encontra pacotes de dinheiro jogados da traseira de um avião de carga. Future tenta sequestrar o avião com uma tripulação, enquanto enlouquece fazendo rap, sobe uma escada até os céus, é iluminado por uma lua de sangue e passeia em volta de um grupo de dançarinas. “Jumpin on a Jet” o encontra mostrando seu estilo e entrega incomuns mais uma vez. Future nos dá uma noção do seu estilo de vida luxuoso, fornecendo um single contagiante no processo. Essa música apresenta um fluxo mais livre sobre uma batida uptempo baseada em tambores de trap. Como o esperado, o instrumental contém típicos 808s emparelhados com sintetizadores de alta frequência. Como um rapper, seu fluxo parece mais aguçado do que em esforços anteriores, embora seu carisma permaneça em grande parte alterado.

“Sim (pulando dentro e fora do jato) / Sim (pulando dentro e fora do jato) / Sim (pulando dentro e fora do jato)”, ele repete continuamente no refrão. Canções como “Jumpin On a Jet” tendem a vacilar no vácuo – por causa da curta duração e repetição – mas têm um certo carisma em sua jornada como um todo. “Nós dizemos que é para cima, então é para cima / Período perfeito, jogue o diamante no meu copo / Pacientes nos meus tornozelos, eu estou pesado / Caminhão Lambo, e eu estou flexionando, o copo do Prince (…) / Coloque os quilates no meu nariz / Nunca desisti e não vou vender minha alma / Ouro rosa platina”, ele recita no segundo verso, deixando claro todo o seu poder financeiro. Future gosta de se gabar do seu dinheiro e estilo de vida luxuoso, enquanto a batida de “Jumpin on a Jet” é ideal para isso. Ele flui com graça sobre a melodia perversa do Southside, ao passo que o refrão possui um brilhantismo contagiante. O instrumental em si é acelerado, por conta da batida inquietante e dançante. Novamente, o Future conseguiu combinar um ritmo pesado com um lirismo e fluxo de marca registrada. Em outras palavras, “Jumpin On a Jet” realça perfeitamente a persona e atitude do Future. É um número explosivo estimulado por uma batida imunda e inacreditavelmente selvagem. Pode não ser parecida com o divino e nervoso verso que ele experimentou em “King’s Dead”, mas é um resumo dos seus desejos. É uma música com elementos que ele já usou inúmeras vezes, mas um banger certificado por qualquer meio.

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.