Review: Frank Ocean – Moon River

Nessa sexta-feira, logo depois do Valentine’s Day, Frank Ocean compartilhou com o público um cover de “Moon River”. Esta faixa foi composta por Henry Mancini com letras de Johnny Mercer, e originalmente interpretada por Audrey Hepburn para o filme “Bonequinha de Luxo” (1961). É uma canção altamente aclamada pela crítica – tanto que ganhou um Óscar na categoria de “Melhor Música Original” e dois Grammy Awards para “Canção do Ano” e “Gravação do Ano”. Com o passar das décadas, “Moon River” tornou-se um cover muito abrangente, tanto que foi interpretado por artistas como Andy Williams, Jerry Butler, Aretha Franklin e Frank Sinatra. Em janeiro, Frank Ocean havia postado em sua página do Tumblr uma foto enigmática de uma pessoa desconhecida com a seguinte legenda: “Se você gostou de 2017, você amará 2018”. Aparentemente, ele tem muitos planos para 2018, depois de lançar um punhado de singles em 2017 – que inclui as excelentes “Chanel” e “Biking”.

Sua reinterpretação de “Moon River” ficou lindamente esparsa, com efeitos de eco, belas harmonias, sintetizadores borbulhantes, camadas exuberantes e uma simples linha de guitarra. Essa combinação ficou semelhante ao nível de serenidade que dominou o seu segundo álbum de estúdio, “Blonde” (2016). Embora seja fiel a versão original, esse clássico ficou realmente diferente nas mãos do Frank Ocean. Ele conseguiu trocar os suspiros de Audrey Hepburn por um vocal ansioso, audaz, delicado e confiante. Em outros lugares, Ocean emprega uma voz afinada e filtrada que serve para ecoar e harmonizar no decorrer da canção. As intricadas fusões, dicções urbanas, ad-libs e o poetismo do Frank Ocean estão ausentes dessa vez. Entretanto, ele conseguiu colocar sua própria arte nesse clássico de 1961. “Moon River” não pertence a Ocean, mas ele, certamente, conseguiu fazer um fabuloso trabalho neste cover.

São Paulo, profissional de Recursos Humanos, apaixonado por músicas, filmes, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.