Review: Coldplay – Adventure of a Lifetime

Álbum: A Head Full of Dreams
Lançamento: 06/11/2015
Gênero: Dance-pop, Disco, Funky
Produtores: Rik Simpson e Stargate
Compositores: Guy Berryman, Jonny Buckland, Will Champion e Chris Martin.

Coldplay é uma banda com muitos anos de estrada e que não tem medo de crescimento e experimentação. Seu mais recente single, “Adventure of a Lifetime”, é um exemplo de canção que afasta-se do seu som tradicional e continua com o padrão de reinvenção. Uma faixa energética e otimista que foi lançada como carro-chefe do seu sétimo álbum de estúdio, “A Head Full of Dreams”. Essa faixa é um grande contraste quando colocado de frente com as canções silenciosas e calmas do álbum “Ghost Stories”. Ela transmite uma sensação de cores vibrantes, cativa com a ideia reconfortante de uma esperança e sentimentos vivos por causa de uma mulher. “Adventure of a Lifetime” começa imediatamente com um riff de alta frequência do guitarrista Jonny Buckland, que constitui a base para toda a canção e se repete por toda a parte. Depois de uma introdução, em tom otimista, de cerca de 40 segundos, o resto da banda entra em cena com um estilo alegre reminiscente de canções disco-rock do passado.

Linhas iniciais de Chris Martin, “Mostre sua mágica, ela me diria / Tudo o que você quer está a um sonho de ser alcançado”, nos apresenta uma mulher que parece estar inspirando-o a acreditar em si mesmo novamente. Mais tarde, Martin também entrega linhas motivadoras, conforme canta: “Sob esta pressão, sob este peso / Nós somos diamantes tomando forma”. Ele tenta dizer que não importa os esforços que passamos em nossas vidas, eles nos tornarão pessoas melhores no final. Esta poderia ser outra referência à sua separação com Gwyneth Paltrow. Sonoramente, “Adventure of a Lifetime” tem o prazer de passear por um sulco flutuante que permeia, confortavelmente, entre o disco e o funky reflexivo. Isso tudo é apoiado por uma seção rítmica apertada e alguns efeitos de sintetizadores que lhe dão uma sabor à mais. Os tambores são acompanhados pelas guitarras afiadas e um piano liso que conduz a faixa para frente em uma direção linear, algo que diferencia-se da fórmula muitas vezes ouvida em canções desse gênero.

A pista oferece uma energia e vibração não vista em outras produções do Coldplay. Além disso, ainda há uma leveza suprema nessa música que a diferencia de qualquer coisa no catálogo da banda. Entretanto, não é um canção memorável em comparação com os seus incontáveis sucessos como “Yellow”, “The Scientist”, “In My Place” e “Speed of Sound”. O estilo em constante mudança do Coldplay é refrescante para os ouvintes, porém, provavelmente, muitas pessoas acharam esse retorno deles um pouco morno. Enquanto eles adotam uma nova estética a cada novo álbum, “Adventure of a Lifetime” pareceu como se a banda estivesse fazendo uma escolha inconsistente para tentar algo novo. A direção que a banda tomou com esse single e, consequentemente, com o álbum “A Head Full of Dreams”, parece ser uma versão diluída do seu trabalho na década passada, com letras menos instigantes e maior ênfase em um ritmo dominador.

69

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.