Review: Clau – Pouca Pausa (feat. CortesiaDaCasa & Haikaiss)

Lançamento: 15/06/2018
Gênero: Pop, Rap, R&B
Produtores: Pedro Dash, Neo Beats e DJ Sleep
Compositores: Philipe Tangi, Renato Sheik, Neo Beats, SPVic e Pedro Qualy.

AClau chegou à fama depois de postar vídeos no YouTube, que acabou rendendo um contrato com a gravadora Universal Music. Posteriormente, no final de 2017, sua carreira passou a ser empresariada pelo escritório da Anitta. Apesar de ter apenas 22 anos, Ana Cláudia Scheffer Riffel mostra que possui talento o suficiente para se destacar no pop nacional. Seu single de maior sucesso até o momento é “Pouca Pausa”, uma parceria com os grupos de rap CortesiaDaCasa e Haikaiss. Essa é a terceira faixa lançado pela cantora, depois que passou a ser agenciada pela Anitta. Uma música sedutora e liricamente romântica com um clipe dirigido por Bruno Fioravanti. É uma evolução se comparada com outras faixas lançadas anteriormente, incluindo “Menina de Ouro”, “Relaxa” e “Me Sentir”. Escrita pelos integrantes do CortesiaDaCasa e Haikaiss, “Pouca Pausa” é uma faixa pop e rap com fortes influências de R&B e música latina. A melodia é sensual, o ritmo cativante e as letras, uma mistura de português e espanhol, um tanto quanto provocativas. Aqui, há um riff de violão proeminente que se repete o tempo todo, além de batidas de tambor e uma ocasional guitarra espanhola. Logo na introdução, Clau e Philipe Tangi apresentam o envolvente refrão, cantando: “Você diz que não / Mas na hora da emoção / Pouca pausa e sensação / Se descobre, se liberta / E vem cheia de tesão”Acompanhado pelo riff de violão e por uma boa dose de bateria, Tangi fornece o primeiro verso da música.

“Para com esse faz de conta / Porque quando me vê, apronta / Eu sei que você gosta muito, gosta muito / Por isso sempre me encontra / Peço sua permissão pra rasgar toda essa roupa / Você confirma, logo de prima, já vem por cima, então / Acende a chama, acende a chama”, ele rima. Como podemos notar, as letras são provocativas, sexuais e detalham a forte atração de dois apaixonados. Após o segundo refrão, Renato Sheik entra com o próximo verso e recita algumas linhas em espanhol: “Chica muy guapa / Só por essa noite yo te quiero lá en casa / Arrancar su ropa, yo no quiero más nada / Quiero más nada”. “Pouca Pausa” é uma canção muito bem estruturada que consegue captar a essência das letras através da instrumentação. As batidas midtempo inspiradas no R&B e os versos de rap são bastante convincentes, enquanto a guitarra espanhola adiciona uma agradável vibe latina. O fluxo do chileno Neobeats, por sua vez, é um ótimo complemento para o verso do Sheik. Clau ficou à cargo apenas do refrão, mas conduz a melodia de forma muito atraente. Enquanto SPVic oferece um fluxo mais focado, Pedro Qualy ficou a cargo do último e melhor verso da música. Suas palavras são mais exóticas e atrevidas, mas a forma como ele as recita é impressionante. “Vem agora, senta sem cansar / Ah meu Deus, assim eu vou casar / O que mais da vida eu vou querer / Vem de quatro, vem por cima, vem / Trabalhar de novo, de novo, de novo”, ele rima. Qualy colocou tanta força em cada linha, que atinge um belo falsete e brinca com a melodia. “Pouca Pausa” é uma canção sólida e convincente que merece todo o sucesso que está conquistando. É uma prova de que o pop e rap nacional também possuem músicas de qualidade.

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.