Best New Track: Carly Rae Jepsen – Run Away with Me

Álbum: EMOTION
Lançamento: 17/07/2015
Gênero: Dance-Pop, Synthpop
Produtores: Shellback e Mattman & Robin
Compositores: Carly Rae Jepsen, Mattias Larsson, Robin Fredriksson, Shellback, Oscar Holter e Jonnali Parmenius.

“Run Away with Me” foi lançada dia 17 de julho de 2015 como segundo single do novo álbum de Carly Rae Jepsen, dona do huge hit “Call Me Maybe”. A música sucede o primeiro single “I Really Like You” e é, sem dúvida, uma grande e significativa melhoria se comparada com o mesmo. “Run Away with Me” é uma brilhante e incrível música dance-pop, que poderia muito bem ter se tornado um hino do verão no hemisfério norte. É realmente uma grande canção pop, tanto sonoramente falando como liricamente, que abre imediatamente com um explosivo saxofone. Sua produção eufórica ficou a cargo do sueco Karl John Shcuster, mais conhecido por Shellback (Britney Spears, Taylor Swift, P!nk), e Mattman & Robin (Tove Lo), que foram buscar inspiração na década de 80 para a sua criação.

E a música realmente tem uma tendência oitentista, além de uma vibe retrô e uma nostalgia maravilhosa que lembra “Teenage Dream” de Katy Perry. Em contraste com as letras pop-chiclete de “Call Me Maybe”, “Run Away with Me” tem um lirismo que faz uma transição para um som mais “adulto”. “Querido, me leve até aquela sensação / Vou ser sua pecadora em segredo / Quando as luzes se apagarem / Fuja comigo”, ela canta no contagiante e adorável refrão. Em outros momentos, como na atmosférica ponte, ela ainda sussurra sedutoramente: “No fim de semana, podemos transformar o mundo em ouro”. E assim como “Teenage Dream”, “Run Away with Me” tem todas as peças de uma canção pop perfeita e de grande hit mundial, no entanto, infelizmente, a música não está adquirindo o reconhecimento popular que merece.

Jepsen conhece seus limites vocais e dado seu devido alcance, entrega uma melodia inegavelmente cativante e inteligente de diversas maneiras. Desde a produção memorável, o enlouquecedor riff de sax, o refrão extremamente cativante, as batidas dance-pop, o ritmo otimista, o carisma de Jepsen, enfim, tudo aqui está entrelaçado através de uma oferta sólida e de qualidade. Se há alguma música de 2015 que merecia ser um estrondoso hit mundial é essa. Carly Rae Jepsen e sua equipe realmente se superaram na entrega dessa maravilhosa canção, que, a propósito, merecia ter sido o primeiro single em vez de “I Really Like You”. Atualmente com 29 anos, Jepsen parece ter encontrado uma direção artística certeira e, com o álbum “EMOTION” afinou ainda mais o seu som. Minha única crítica negativa no momento seria para o videoclipe da música, um diário de viagem que não fez jus ao potencial da música.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.