Review: BØRNS – God Save Our Young Blood (with Lana Del Rey)

Lançamento: 02/01/2018
Gênero: Indie Pop, Synthpop
Produtor: Thomas Schleiter
Escritores: Garrett Borns e Thomas Schleiter.

Garrett Clark Borns, mais conhecido pelo nome artístico BØRNS, é um cantor americano de Grand Haven, Michigan. Quando ele lançou o seu primeiro álbum, “Dopamine” (2015), recebeu aclamação da crítica e atingiu a fama internacional. O seu falsete, que as vezes pode ser confundido com o de uma mulher, passou a ser comumente conhecido no circuito indie-pop. Em seu novo single promocional, “God Save Our Young Blood”, os vocais de BØRNS foram complementados pelos doces tons de Lana Del Rey. É raro ver um artista convidado ter tanta influência em determinada canção do músico principal. Entretanto, isso acabou inesperadamente acontecendo em “God Save Our Young Blood”. Um single fortemente inspirado por Del Rey, com letras remanescentes do seu último álbum, “Lust for Life” (2017). Mas, embora o conteúdo lírico seja comum para Del Rey, os sintetizadores de “God Save Our Young Blood” são decididamente otimistas. Consequentemente, essa mistura nos fornece um som synthpop mainstream pouco visto no último álbum do BØRNS. O seu primeiro disco era inquieto e distinto, porém, isto foi claramente perdido em “God Save Our Young Blood”.

É uma canção sonhadora e teatral com um refrão eufórico sobre o amor jovem. Não deixa de ser uma música hipnotizante onde as vozes de ambos misturam-se facilmente. Possui a melancolia singular de Lana Del Rey e, ao mesmo tempo, a produção tipicamente misteriosa de Garrett Borns. Inicialmente, o primeiro verso atinge uma energia e cresce enigmaticamente em direção ao refrão. A primeira vez que a batida desaparece, o ritmo muda e o refrão surge drasticamente. Ao longo da música, Del Rey apenas canta ao lado do BØRNS, ao invés de ser apresentada substancialmente. Dito isto, não há nenhum verso solo da cantora, o que é um pouco decepcionante. Felizmente, o emparelhamento de suas vozes é distinto e convincente. Com uma produção baseada em sintetizadores, o refrão é imprevisível e charmoso. “God Save Our Young Blood” é uma intrigante abertura para o segundo disco do BØRNS, intitulado “Blue Madonna” (2018). Uma colaboração entre esses dois talentosos artistas de indie-pop poderia ser mais emocionante. No entanto, de qualquer maneira, o resultado final foi satisfatório.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.