Review: BlocBoy JB – Rover 2.0 (feat. 21 Savage)

Lançamento: 23/03/2018
Gênero: Hip hop, Trap
Produtor: Tay Keith
Compositores: James Baker, Shayaa Abraham-Joseph e Brytavious Chambers.

Orecém-chegado BlocBoy JB está novamente no centro das atenções. Depois de colaborar com o Drake, ele se tornou um dos rappers mais populares do momento. Enquanto “Look Alive” ainda é refrescante para nossos ouvidos, ele resolveu lançar “Rover 2.0”, uma parceria com 21 Savage. Um banger certificado com loops de piano convencional que gira com maior regularidade e proporciona uma base mais consistente para suas rimas. Dessa vez, o ritmo lúdico e os sutis floreios eletrônicos destacam seus enunciados e deixam o rap mais claro. 21 Savage trouxe seu estilo de assinatura que, surpreendentemente, combinou muito bem com esta canção. JB resolveu conectar-se com o som de Atlanta, enquanto Tay Keith deu à faixa o impulso necessário. Sobre a sua produção, JB e 21 se gabam de sua riqueza e fazem referências às suas gangues. “Tiros na cabeça de um mano burro para ver o que sua mente faz / Pegá-lo em um sinal vermelho ou em uma porra de drive-thru / Mano brincando com a equipe como se não fosse atirar / Agora as uvas vêm / A primeira 48 e a fita amarela impedem que você entre / Eu não estou dormindo em cinco dias”, JB recita no primeiro verso, após o refrão. 21 Savage mantém a mesma energia crua que BlocBoy e fica responsável pelo segundo verso da música.

“Minha querida mamãe com ela, ela vai te matar / Cada mano comigo nessa coisa de gangue / Slaughter Gang, nós viemos para disparar seu suborno / Mano me desrespeita, ele fica maluco / Nós terminamos com ela, venha pegar sua vadia de volta”, ele diz. BlocBoy não perdeu tempo em lançar o vídeo de “Rover 2.0”, quase algumas horas após seu lançamento. O nativo de Memphis foi alegremente apoiado por Yo Gotti e outros artistas na promoção deste single. “Rover 2.0” é uma óbvia homenagem ao Range Rover Evoque, um clássico veículo da Land Rover que domina o cenário do hip hop. O Range Rover mistura um apelo esportivo com um refinamento clássico como nenhum outro carro de sua categoria. A batida dançante, o piano e o fluxo descontraído dessa música são os seus maiores atrativos. Aqui, a voz do BlocBoy está visivelmente mais alta e a bateria muito mais forte do que em “Look Alive”. É uma ligeira melhoria em relação à batida produzida anteriormente em “Rover”, visto que foi construída em torno de um simples loop de piano. Dessa vez, o instrumental combinou muito bem com a crueza do BlocBoy JB. A faixa original mostra seu fluxo sem qualquer truque extra, enquanto “Rover 2.0” é um pouco mais polida. E quando 21 Savage entra na pista, ele soa um pouco mais rígido em comparação com a destreza do JB. Mas apesar de algumas coisas desajeitadas, o charme de ambos artistas brilha facilmente.

São Paulo, 22 anos, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas e séries. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.