Resenha: Young Thug – Beautiful Thugger Girls

Lançamento: 16/06/2017
Gênero: Hip-Hop, Pop
Gravadora: 300 Entertainment / Atlantic Records
Produtores: Drake, London on da Track, Wheezy, Ben Billions, Billboard Hitmakers, BLSSD, Charlie Handsome, JUDGE, Post Malone, Rex Kudo, Scott Storch e Young Chop.

O rapper de Atlanta Young Thug criou um buzz para si, graças a força de suas mixtapes lançadas anteriormente. Ele surgiu na cena musical em 2013 com o single “Stoner”, uma faixa que ganhou novas ares após o remix com Wale. Desde então, Young Thug divulgou inúmeras mixtapes e foi apresentado em diversas músicas de outros artistas. Ele é um rapper extremamente versátil quanto trata-se de fluxo. Tanto que ele já colaborou com artistas bastante diferentes, desde Migos até Calvin Harris. Em 16 de junho de 2017, ele lançou um novo projeto, intencionalmente no aniversário de 2Pac, chamado “Beautiful Thugger Girls”. Ele possui alguns ótimos convidados, tais como Millie Go Lightly, Future, Snoop Dogg, Lil Durk e Jacquees. Permanecendo fiel ao seu estilo único, Young Thug criou a sua compilação mais significativa, e solidifica-se como uma das maiores estrelas da música trap. Ele não gosta de ficar na zona de conforto, um artista incrivelmente excêntrico que não tem medo de mudanças e experimentações. A elasticidade do seu catálogo já tocou em diversos gêneros, como o pop, dancehall, R&B e, mais recentemente, a música country.

Em sua última mixtape, “Jeffery” (2016), Thug concentrou-se em falar sobre dinheiro, bens e coisas materiais. Entretanto, em “Beautiful Thugger Girls” ele transmite uma sensação mais íntima. Aqui, o rapper permite que os fãs curtam uma devoção mais emocional. Não dá para negar que Young Thug é uma das forças mais criativas que surgiu na evolução contemporânea do hip-hop e seus subgêneros, como o trap. “Beautiful Thugger Girls” não é um grande avanço estilístico em termos de fluxo, mas as letras conscientes ditam uma mudança de tom e originalidade. Semelhante ao single “Go Flex” de Post Malone, “Beautiful Thugger Girls” combina vocais de R&B com violões e outros instrumentos acústicos. A mixtape de quatorze faixas dá uma visão aprimorada sobre os relacionamentos do rapper de 26 anos. É um projeto com alguns bangers, mas não é exatamente algo que você esperaria. Com produção adicional de London On Da Track, e Charlie Handsome, a estética de trabalho e excentricidade de Young Thug é mais do que interessante. “Beautiful Thugger Girls” não se limita a um único gênero, embora ele seja um completo disco de hip-hop.

Thug sempre assume riscos e empurrou os seus limites por anos, esta é uma da razões pelas quais os fãs de hip-hop gostam tanto dele. Em outras palavras, não dá para negar que esta mixtape é altamente experimental. Ela possui vários sons, incluindo trompas, guitarras acústicas, violões e sintetizadores. Vocalmente, Thug pega emprestado elementos de suas antigas mixtapes para criar algo completamente novo. O lirismo, muitas vezes irregular e vulgar, adapta-se facilmente a sua entrega vocal. Provavelmente, a única falha em seu conteúdo são as linhas desagradáveis e sexualização exagerada. Felizmente, inúmeras outras faixas emprestam uma profundidade com maior propósito. Por mais que seja estranho, é bom encontrar Young Thug inclinando-se para algo mais convencional, como na balada em ascensão “Relationship”. Apresentando Future, a faixa possui um gancho instantaneamente marcante e cativante. A faixa de abertura, “Family Don’t Matter”, é sobre a sua paixão por uma mulher específica. Aqui, ele diz estar disposto a dar-lhe todo o seu tempo, como se qualquer outra coisa não tivesse importância. Em “She Wanna Party”, com Millie Go Lightly, ele alterna entre gritos, cantos, falsetes e um estilo vocal excepcionalmente genuíno.

Em “Daddy’s Birthday” e “For Y’all”, o rapper diz que sempre garante a segurança daqueles que o rodeiam. “For Y’all”, particularmente, é radiofônica e fornece trompetes e guitarra de estilo flamenco. Mesmo com referências estranhas, “Do U Love Me” é muito radio-friendly e surpreendentemente viciante. Sua produção influenciada pelo afrobeat foi um presente de London On Da Track. “On Fire”, por outro lado, assume uma perspectiva minimalista em relação ao resto do álbum. Apesar das repetições, é outra faixa que proporciona uma escuta interessante. A criatividade e estilo orgânico de Young Thug são quase inexplicáveis. Ele está num momento monumental de sua carreira, visto que está crescendo cada vez mais como artista. “Beautiful Thugger Girls” é um projeto melódico e cheio de sagacidade em suas composições. Young Thug nunca foi um letrista eloquente, mas, da mesma forma, não deixa de expor sua escrita brutalmente honesta. Esta mixtape mostra um lado de Thug que ainda não tínhamos visto. “Beautiful Thugger Girls” expõe sua versatilidade, ao mesmo tempo que consegue atrair novos ouvintes. Em outras palavras, esta mixtape é um grande sopro de ar fresco na atual indústria do hip-hop.

Favorite Tracks: “Family Don’t Matter (feat. Millie Go Lightly)”, “Relationship (feat. Future)” e “Get High (feat. Snoop Dogg & Lil Durk)”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.