Resenha: Ty Dolla $ign – Campaign

Lançamento: 23/09/2016
Gênero: Hip-Hop, R&B
Gravadora: Taylor Gang Records / Atlantic Records
Produtores: Allen Ritter, CritaCal, Charlie Heat, DJ Spinz, D’Mile, Darnell Got It, Dave Kuncio, Frank Dukes, Hit-Boy, ISM, Jahaan Sweet, Mike Dean, Tish Hyman e Ty Dolla $ign.

Ty Dolla $ign é um artista americano de hip-hop de Los Angeles, Califórnia. Crescendo na área de South Central, ele foi sugado para um estilo de vida de gangues e acabou juntando-se aos Bloods, enquanto seu irmão juntou-se aos Crips. Esse estilo de vida surge através de uma personalidade musical única. Ty Dolla $ign brilha entre o rap e R&B contemporâneo e é muito conhecido por seu domínio de melodia e complexidade musical. Ele trabalha frequentemente como escritor para muitos artistas, compondo músicas como “FourFiveSeconds” (Rihanna) e “Real Friends” (Kanye West). Na medida que sua carreira surgiu, Ty Dolla $ign alcançou o mainstream com a canção “Paranoid”. Em 2015, ele lançou o seu primeiro álbum de estúdio, “Free TC”, com singles como “Only Right”, “Blasé”, “Saved” e “Wavy”. O título do álbum derivou do que ele alega ser o falso encarceramento do seu irmão, bem como o encarceramento em massa de negros do atual sistema de justiça criminal americano. Após o término de sua turnê com Future, Ty Dolla $ign retornou para o estúdio e lançou o primeiro single de sua nova mixtape, “Campaign”. Enquanto essa mixtape estava sendo criada, a política americana tornou-se muito abordada.

Muitos artistas de hip-hop envolveram-se com ela, como a campanha viral de Pusha T em apoio a Hillary Clinton. O rapper de Los Angeles YG lançou um novo disco em 2016 e uma das canções mais populares é intitulada “FDT (Fuck Donald Trump)”. Ty Dolla $ign já mostrou que gosta de envolver-se na política, mas com “Campaign” ele esperou abraçar completamente o tema político, ao fazer comentários sobre a atual eleição presidencial dos Estados Unidos. Musicalmente, Ty Dolla $ign é uma mistura de truques. Seus projetos anteriores são consistentes e mostram sua versatilidade como artista. Ele pode explorar gêneros e diferentes ritmos sem grandes esforços. Suas credenciais vão além de um simples rapper ou cantor de R&B. Ele tem um apelo real e natural para melodias, algo muito cativante que veio à tona em “Free TC”. Felizmente, a atmosfera e produção de “Campaign” corresponde ao nível do seu antecessor. Em referência ao sistema político corrupto dos Estados Unidos, Ty Dolla $ign inicialmente dedicou-se à injustiça social, lançando “No Justice”, com seu irmão Big TC, e “Campaign”, com Future, no último verão americano. Apesar do lirismo heroico de “No Justice”, o tema de consciência política do álbum é, muitas vezes, ofuscado por sexo, amor e auto-glorificação.

ty-dolla-ign

Ao deixar de lado a postura política, algo bem-vindo em um gênero intrinsecamente político como o hip-hop, Ty Dolla $ign está no seu melhor quando explora um som específico. “Campaign” é ricamente produzido, favorecido por batidas exuberantes e cativantes amostras vocais. Sonicamente, é um projeto bem sólido. A produção soa familiar graças os gostos de produtores como Hit-Boy, Mike Dean, Frank Dukes e Zaytoven. Os instrumentos são colagens de elementos, enquanto sinfonias eletrônicas constroem a maioria da energia que você poderia esperar. A segunda faixa, “$”, é um testemunho a esta fórmula exemplificada. Aqui, um sintetizador ondulado é levantado por ocasionais harmonias vocais. O rapper californiano usa esse momento para ficar em frente ao espelho e aumentar sua confiança, dizendo: “Dolla você sabe que é foda”. Sua capacidade de fluir sobre fortes batidas, torna essa canção em um dos momentos mais agradáveis do disco. A faixa-título, “Campaign”, detém elementos pesados de trap e contém assistência de Future. Liricamente, Ty Dolla $ign usa a metáfora de vender álbuns em comparação com o que, presumivelmente, seja os números nas pesquisas da eleição presidencial.

“3 Wayz”, com Travi$ Scott, é uma faixa atmosférica, com sintetizadores intricados e um ótimo trabalho vocal. Não seria um projeto de Ty Dolla $ign sem canções onde sua voz soa tão boa. Faixas como a sedutora “Zaddy”, “Hello” e “R&B” elevam efetivamente seus vocais e pensamentos sobre festas e ambientes mais íntimos. Ainda mais surpreendente e satisfatória é a faixa “Stealing”, corte conduzido por uma ótima guitarra acústica. No restante do álbum encontramos fórmulas tendenciosas e abordagens políticas pelo meio do caminho. “No Justice”, com seu irmão Big TC, é uma ótima canção, o problema é que está terrivelmente presa entre duas faixas sobre sexo. A tracklist de “Campaign” varia muito em som e estilo, e mostra com propriedade a gama de talentos de Ty Dolla $ign. Cada canção surge em seus próprios meios, mas encaixando-se como um todo. A arrogância dele como artista é estranha, mas ele rapidamente criou um som de assinatura para si, mesmo com apenas dois projetos comerciais. “Campaign” foi comercializado como um projeto político, mas, embora não corresponda totalmente a isso, o resultado final foi bastante positivo.

69

Favorite Tracks: “$”, “Campaign” e “No Justice”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.