Resenha: Tinie Tempah – Youth

Lançamento: 14/04/2017
Gênero: Hip-Hop
Gravadora: Parlophone Records
Produtores: Nana Rogues, Bless Beats, Shift K3Y, MNEK, TroyBoi, Jax Jones, GRADES, David Stewart, Legendury Beatz, Yogi, JRmix, Richie Montana, Shockaddict, Scotty LVX e Lovy Longomba.

Patrick Chukwuemeka Okogwu, mais conhecido por Tinie Tempah, é um rapper inglês contratado da Parlophone Records desde 2009. Depois de lançar algumas mixtapes, Tempah divulgou o seu álbum de estreia, “Disc-Overy”, em outubro de 2010. Precedido por dois singles número #1 no Reino Unido, “Pass Out” e “Written in the Stars”, o álbum conseguiu certificado de platina dupla. Em junho de 2015, Tinie Tempah lançou “Not Letting Go”, o primeiro single do seu terceiro álbum, “Youth“. Essa faixa deu ao rapper o seu sexto single número #1, ultrapassando Dizzee Rascal como o maior artista de rap britânico. Enquanto muitos artista de hip-hop do Reino Unido são firmemente independentes e capazes de empurrar suas fronteiras artísticas, Tinie Tempah ainda cria coleções de faixas radio-friendly. O resultado final de seus projetos é destinado ao grande público. Dito isto, grande parte do “Youth” é formado por típicas faixas comerciais de Tempah. Esse novo registro é consistente e sonicamente agradável, mas facilmente esquecível. Um disco auto-reflexivo e fortemente influenciado pelo dancehall. Como a maioria dos álbuns de hip-hop/rap, muitas canções do “Youth” são arrogantes.

Felizmente, há algumas faixas decentes, que lhe dá alguma qualidade. “Chasing Flies” é uma canção doce e particularmente surpreendente em vários aspectos. Da mesma forma, “Mamacita”, com Wizkid, é um número afrobeat  e dancehall bastante divertido. É uma canção muito dançante que simplesmente exala carisma em meio aos toques viciantes de trompete. Apesar de um pouco repetitiva, é uma faixa extremamente cativante. Outra faixa que destaca-se é “Holy Moly”, pois realmente abraça alguns elementos introspectivos. “Youth” contém a participação de muitos outros artistas, como MNEK em “Not for the Radio” e a sueca Zara Larsson em “Girls Like”, uma faixa com uma grande borda urbana. O cantor britânico Bipolar Sunshine também faz uma aparição brilhante em “Shadows”, oferecendo um enorme e atrativo gancho. Tiggs Da Author é outro convidado que interpreta ganchos brilhantes, como podemos ouvir nas faixas “If You Know” e “Rehab”. Na verdade, as melhores faixas do álbum são justamente aquelas que contém algum convidado especial, como “They Don’t Know” com Kid Ink e “So Close” com Guy Sebastian. A participação mais decepcionante é a de Tinashe em “Text from You Ex”, uma vez que o refrão é entregue de forma incrivelmente irritante.

Infelizmente, a produção de Jax Jones e GRADES nada fez para apoiar os vocais de Tinashe e Tinie Tempah. E, de fato, só piorou a performance dos dois, pois o refrão e versos parecem totalmente desarticulados. Felizmente, parte do repertório possui batidas que parecem simples, mas são eficazes, visto que não ofuscam os artistas em nenhum ponto. A maioria dos recursos utilizados fazem um ótimo trabalho, ao mostrar alguma conexão com Tinie Tempah. Cada um deles contribuiu com versos ou refrões sólidos, que funcionam com o projeto em geral. Portanto, a seleção de convidados feita aqui é diversificada e auxiliou positivamente. Entretanto, enquanto “Youth” parece ser uma celebração do sucesso, ele se sente mais como um registro que tenta mostrar o quão grande Tinie Tempah é. Porém, fica tristemente claro que ele simplesmente não é. É quase cômico quando ele diz em “Lightwork” que é fácil para ele fazer uma música de sucesso, apesar de quase ninguém ouvir falar dele desde 2011. “Youth” é um lançamento feito para nos lembrar quem é Tinie Tempah. Porém, no álbum há muito mais coisas contra do que pró. São poucos os momentos redimíveis que proporcionam uma escuta interessante. “Youth” é um álbum divertido, mas não diz nada sobre ser um jovem britânico em 2017.

Favorite Tracks: “Mamacita (feat. Wizkid)”, “If You Know (feat. Tiggs Da Author)” e “They Don’t Know (feat. Kid Ink, Stefflon Don & AoD)”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.