Resenha: Thalía – Amore Mio

Lançamento: 04/11/2014
Gênero: Pop Latino, Dance-pop
Gravadora: Sony Music
Produtores: Armando Ávila, Thalía e Tommy Mottola.

“Amore Mio” é o décimo segundo álbum de estúdio da mexicana Thalía, lançado em 04 de novembro de 2014. O disco inclui 12 faixas inéditas, além de duas bônus que estão presentes na versão Deluxe. Thalía é uma da cantoras mais bem sucedidas e influentes da América Latina, uma artista multifacetada que também tem uma carreira de sucesso na televisão. Ela é muito conhecida aqui no Brasil pelas diversas novelas que já gravou, como “Mario do Bairro”, “Maria Mercedes”, “Marimar”, “Rosalinda”, entre outras. Durante a década de 1990, foi descrita como um ícone da televisão e eleita a “Rainha das Telenovelas” por diversos meios de comunicação ao redor do mundo. É a atriz mais bem sucedida e mais bem paga, como foi afirmado pela Televisa, a maior emissora de TV de língua espanhola.

Na música Thalía já vendeu milhões de discos em todo o mundo e já recebeu inúmeros prêmios, entre eles, 5 Billboard Latin Music Awards, 5 Prêmios Juventud e 1 Grammy Latino. “Amore Mio” conta com participações especiais do rapper Fat Joe e Becky G, sendo o primeiro trabalho de Thalía desde 2012. Estreou em #1 nas paradas de álbuns latinos da Billboard e no México, onde já recebeu certificado de ouro. Foi produzido pelo grammy-winner Armando Ávila e seu marido Tommy Mottola, que já trabalhou com Diana Ross, Carly Simon, Mariah Carey (com quem já foi casado), Jennifer Lopez, Shakira, Anastacia e Gloria Estefan. As músicas trazem o melhor do pop latino em combinação com letras repletas de romantismo, elementos sensuais e boas melodias.

Foi gravado quase que secretamente durante 1 ano e meio, e marca uma nova fase de Thalía, que volta a explorar uma sonoridade muito mais pop. “Amore Mio” tenta trilhar um equilíbrio entre um som mais orgânico e sintético. Com 43 anos, esse disco é a tentativa de Thalía de fundir o som acústico encontrado nos seus dois álbuns anteriores, com uma sonoridade mais universal. É o espectro entre músicas ao vivo e programadas, como a própria cantora disse durante uma entrevista. A canção homônima, “Amore Mio”, escrita por José Luis Roma, dá início ao repertório do disco. Com o seu violão, guitarras elétricas e suas batidas programadas, essa canção é um bom exemplo da fusão que a cantora pretende apresentar em todo o material. Uma música pop, mid-tempo, cativante, com uma letra simples e uma produção bem redonda.

Thalía

O primeiro single do álbum foi “Por Lo Que Reste de Vida”, segunda faixa, uma balada romântica escrita por Ricardo Montaner e produzida por Ávila. Liricamente, ela fala sobre o amor incondicional e eterno, típico das músicas da cantora. Sonoramente, é muito elegante, tem um refrão forte, um solo de guitarra e é, sem dúvida, um dos destaques do disco. É uma música que serve como a ponte entre o som mais intimista e popular do registro. Com batidas mais contundentes e uma boa dose de guitarra temos a faixa “Más”, um pop-rock divertido com uma forte pegada. Enquanto a quarta faixa, “Cerveza en México”, é uma versão em espanhol da música “Beer in Mexico” do cantor americano Kenny Chesney. É uma música country, no entanto, a versão da mexicana ficou um pouco distinta da original por ter um ar mais pop.

“Lo Más Bonito de Ti”, por sua vez, é uma balada típica de pop latino, da qual a cantora está totalmente habituada a interpretar. Embora não tenha a mesma força do primeiro single, é uma canção muita linda, onde Thalía exala sua gratidão a um ex-namorado (“Muito obrigada por todo o tempo que você me deu / Pelas coisas lindas que uma vez disse / E obrigada por me abraçar quando estava com medo”). Os acordes no começo de “Contigo Quiero Estar” indicam que a mesma poderia ser uma canção de amor bem calma. Entretanto, conforme ela avança entrega um refrão estrondoso, com uma instrumentação influenciada pela música folk. É uma faixa bastante interessante, certamente uma das melhores do álbum. A sétima faixa é “Cómete Mi Boca”, uma canção que resgata a sonoridade do começo da carreira da mexicana.

Thalía

É uma faixa agradável e com um refrão grudento, mas que não chega a impressionar como outras. Na faixa seguinte, “Tranquila”, Thalía volta a trabalhar com o rapper Fat Joe, com quem fez uma parceria em 2003 no hit “I Want You”. É outra boa canção, influenciada pelo flamenco, com batidas de hip-hop e outros diversos ritmos latinos. O vocal da cantora está bem sensual e o seu refrão é muito contagiante. Em seguida, “Tú y Yo” aparece com um som nostálgico que resgata, novamente, a sonoridade dos seus primeiros discos. Diferente da faixa de 2002 que leva o mesmo título, essa é uma linda e apaixonante balada, onde Thalía faz diversas questões ao seu companheiro (“Por que estamos aqui, falando de nós dois? / Quem está com você? / E por quem eu me apaixonei?”), demonstrando estar em um relacionamento conturbado.

Na faixa “Como Tú No Hay Dos” a cantora faz um dueto com a carismática Becky G, dona do hit “Shower”. Segundo Thalía, Becky G chamou sua atenção quando a viu tocando durante um evento beneficente em New York. Thalía achou ela muito parecida com si mesma quando mais jovem. “Como Tú No Hay Dos” foi lançada como single oficial nos Estados Unidios e resto da América Latina. É uma canção pop bilíngue, que apresenta raps de Becky G, uma guitarra acústica e um acordeão muito agradável em sua composição. “Sólo Parecía Amor”, terceiro single, é outra grande balada com ótimos vocais de Thalía. É dramática na medida certa, potente e muito bem produzida. Na letra a cantora fala sobre uma desilução amorosa, com versos como: “Esqueça, não me importa a sua explicação / E por favor / Não mencione a palavra amor / Isso nunca aconteceu”.

A última faixa é “Olvídame”, mesmo título de uma canção que Thalía lançou em 2005, no álbum “El Sexto Sentido”. Outra bela balada, porém, apenas com vocal e piano. Aqui, Thalía atinge notas muito altas e mostra mais de sua potência vocal. Resumindo, “Amore Mio” é realmente um bom álbum, que traz tanto referências dos primeiros discos de Thalía, como também dos seus trabalhos mais recentes. É divertido e descontraído, assim como também tem momentos comoventes e emocionais. Após sair um pouco de sua zona de conforto com o disco “En Primera Fila”, ela parece seguir uma direção mais confortável com o “Amore Mio”. Detalhe que o lançamento do disco também coincidiu com a liberação da sua linha de vestuários pela gigante rede americana Macy’s.

66

Favorite Tracks: “Por Lo Que Reste de Vida”, “Contigo Quiero Estar”, “Tú y Yo”, “Como Tú No Hay Dos (feat. Becky G)”, “Sólo Parecía Amor”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.