Resenha: Susan Boyle – A Wonderful World

Lançamento: 04/11/2016
Gênero: Pop, Adult Contemporary
Gravadora: Syco / Columbia Records / Sony Music
Produtores: Steve Anderson e Cliff Masterson.

Susan Boyle, a sensação musical que catapultou para o sucesso internacional em 2009, retornou ano passado com seu sétimo álbum de estúdio. “A Wonderful World” apresenta covers de canções muito conhecidas, como “Like a Prayer” de Madonna, “Angels” de Robbie Williams e “Mull of Kintyre” de Paul McCartney. Após o lançamento de seu disco anterior, “Hope”, em 2014, Susan Boyle resolveu fazer uma pausa em 2015 para passar um tempo em casa com a família e os amigos. Consequentemente, a gravação do seu sétimo álbum foi adiada para 2016. Ao falar sobre o álbum, Susan Boyle disse: “Eu realmente gostei de fazer este álbum, foi ótimo voltar ao estúdio de gravação e fazer o que mais gosto (…)”. “A Wonderful World” foi produzido em Glasgow por Steve Anderson.

Ele esteve presente no último álbum de Susan e já trabalhou com artistas como Lionel Richie, Kylie MInogue, Emeli Sandé e Westlife. Conhecida pela voz incrível e poderosa, Susan tornou-se uma artista de altas vendas. Ela já percorreu um longo caminho desde que surgiu no Britain’s Got Talent em 2009. Até a presente data, os discos “I Dreamed a Dream”, “The Gift”, “Someone to Watch Over Me”, “Home for Christmas” e “Hope” já venderam mais de 20 milhões de cópias em todo o mundo. “A Wonderful World” é claramente um álbum focado na família e na interpretação de músicas clássicas e contemporâneas. Aqui, Susan Boyle mostra mais de suas influências musicais favoritas. Tiramos como base “Like a Prayer” de Madonna, artista da qual Susan Boyle considera-se fã. É, provavelmente, o melhor cover do álbum.

O ótimo dueto virtual com Nat King Cole em “Wall I Fall in Love” também chama bastante atenção. Adequadas seções de cordas e uma grandeza orquestral fazem o repertório soar bem tradicional e formal. A formalidade é, às vezes, exagerada e acaba deixando o álbum um pouco tedioso. Entretanto, não há como negar que sua voz é incrivelmente poderosa. Os vocais mezzo-soprano de Susan Boyle não precisam de uma grande apresentação, uma vez que possui um valor emocional que fala por si só. Afim de oferecer algo mais refrescante, Boyle optou por cobrir “Angels” de Robbie Williams. Com essa faixa, ela afasta-se do tradicional e pisa num território mais moderno. Apesar de ser uma bela balada de piano, o cover de Boyle só peca um pouco por não oferecer a mesma emoção da versão original.

Uma conexão mais profunda com o ouvinte acontece durante o cover de “When You Wish Upon a Star” escrita por Leigh Harline e Ned Washington. Vocais reconfortantes e angelicais são sobrepostos por camadas orquestrais muito adequadas. Enquanto isso, no cover de “Mull of Kintyre” do magistral Paul McCartney, Susan traz uma sensação de saudade para a música. As gaitas, o canto e a forma como os instrumentos são tocados soam brilhantes. Ao mesmo tempo que se apega a uma natureza tradicionalista, Susan Boyle oferece um desempenho vocal muito agradável. Sua capacidade em emitir diferentes emoções é algo realmente invejável. “A Wonderful World” é um álbum que explora a magia das temporadas de Natal, mas com canções pouco associadas a esta época do ano. Ponto muito positivo para Susan Boyle e sua equipe.

Favorite Tracks: “I Have a Dream”, “Mull of Kintyre” e “Like a Prayer”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.