Resenha: Sheppard – Bombs Away

Lançamento: 11/07/2014
Gênero: Indie Pop
Gravadora: Decca Records
Produtores: Stuart Stuart.

Sheppard é uma banda de indie pop australiana formada em Brisbane em 2009. É composta por George Sheppard, Amy Sheppard, Michael Butler, Jason Bovino, Emma Sheppard e Dean Gordon. “Bombs Away” é o título do seu primeiro álbum de estúdio, lançado em 11 de julho de 2014 pela Decca Records. Estreou em #2 na parada de álbuns da Austrália e já recebeu certificado de ouro pelas 35 mil cópias vendidas. Ano passado eles se destacaram graças ao sucesso da música “Geronimo”, que passou três semanas em #1 no chart de singles australiano. Todas as músicas do disco foram escritas pelos membros George Sheppard, Amy Sheppard e Jay Bovino. Enquanto foi produzido, mixado e masterizado por Stuart Stuart no estúdio Analog Heart, em Brisbane. A capa do mesmo faz referência à Alan Sheppard, o primeiro americano a ir para o espaço em 1961. O grupo, com seis integrantes, demonstra ser bem diversificado, à começar pelo fato de terem 4 rapazes e 2 garotas. Suas canções, no geral, são otimistas, despreocupadas e divertidas. Sua sonoridade lembra em alguns momentos bandas como OneRepublic, Bastille e Of Monsters and Men. Três dos cinco membros, George, Amy e Emma Sheppard, são irmãos e passaram a maior parte de sua infância crescendo como australianos residentes na Papua Nova Guiné. Mais tarde, se mudaram de volta para a Austrália para completar o colegial e, em seguida, descobriram o quão bem eles colaboram musicalmente.

O álbum possui melodias muito libertadoras, bem escritas, suaves e apesar de todas as suas deficiências e/ou falhas, é um material de estreia sólido com algumas músicas encantadoras. O sexteto tem claras nuances para melodias cativantes e harmonias doces. “Geronimo” é claramente o destaque, se estabelecendo como um modelo para o restante. É uma faixa pop-folk, eufórica, com vibrantes guitarras e harmonias lisas. Foi um ótimo começo para o disco por ser divertida, otimista, fornecer um ritmo constante e ter um dos refrões mais cativantes. Também apresenta uma batida de bateria sólida, um banjo folk e uma amplo vocal. Aliás, se você tem perfil no Spotify, provavelmente, já ouviu essa música em algum comercial. Em seguida, temos a faixa “Something’s Missing”, que não agrada tanto na primeira escuta, mas vai crescendo com o tempo. Lançada como segundo single, essa também possui raízes folk, começando com uma guitarra sutil e vocais suaves, que em breve são acompanhados pelo ritmo dos tambores. Não é tão memorável quanto a faixa anterior, mas ainda é cativante. “Let Me Down Easy” foi lançada como quarto single no começo desse ano, uma canção menos otimista, madura, simplista e que oferece uma variedade para o álbum. É uma mudança bem-vinda, partindo das rápidas primeiras duas músicas para algo mais lento e calmo. Possui uma harmonização hipnótica e boa capacidade lírica, com versos como: “Your heavy heart has taken its toll / You’ve lost all the magic inside of your soul / So sell me a lie before you hit the road”.

Outra coisa bacana nessa canção é a sua capacidade para combinar melodias instrumentais e versos acapela. “These People”, quarta faixa, é uma canção acústica que consegue manter um equilíbrio muito bom entre o pop e folk, com letras que mostram um lado diferente da banda. Fala sobre pessoas negativas e porque não se importar com que as outros pensam. “Sometimes these people push me around and I’m tired of people keeping me down”, eles cantam em um dos versos. A faixa seguinte, “A Grade Playa”, é uma das melhores e tem uma sensação completamente diferente do resto do album. É um synthpop em contraste com um pop rock eficaz, que ainda consegue demonstrar um pouco do poder vocal de Amy Sheppard. George assume a liderança na maioria das músicas presentes aqui, no entanto, Amy também é a voz principal em algumas faixas. Seu alcance vocal é apresentado com uma nota alta que desconsidera qualquer dúvida que as pessoas tinham à respeito dela ser ou não uma forte vocalista. Liricamente, “A Grade Playa” é um ode sobre um ex-namorado que claramente não a tratava bem. “Smile”, por sua vez, é caracterizada em sua maioria pelos vocais femininos. É uma bonita canção, mas não deixa de ser um pouco cafona e ter um conteúdo lírico muito básico. “The Best Is Yet to Come”, por sua vez, é uma canção tranquila e um pouco comovente, mas que está no grupo de faixas mais esquecíveis do disco. Por outro lado, “This Electric Feeling” é muito boa e fornece uma doce harmonia, ótimas melodias e vocais femininos em peso.

Além de calma, sua sonoridade é um pouco diferente das demais, um pop com uma borda mais obscura. George Sheppard tem outro momento para brilhar na faixa “Find Someone”, facilmente um dos principais destaques do álbum. É uma canção mais ousada com uma atitude que ainda não tínhamos ouvido nas faixas anteriores. Ela desvia-se da inocência pop global que engole o álbum, com o seu conteúdo lírico sendo um pouco mais forte e mostrando um lado diferente do grupo. Há também elementos eletrônicos no refrão, provando que a banda consegue trabalhar bem com outros gêneros, além do pop e folk. “Lingering”, por sua vez, soa bem mais acústico do que o resto do repertório. É uma música pacífica e praiana, que lembra um pouco a banda Of Monsters and Men, por ser um dueto entre um homem e uma mulher. “Halfway to Hell” fecha o álbum com uma nota mais pesada e influenciada pelo rock. É uma das melhores canções, fornecendo uma vibe ocidental e letras bem escritas, que incluem as linhas: “It’s a long way back when you’re halfway to hell” e “It’s hard to breathe when there’s earth in your mouth”. Sheppard lançou um álbum de estreia satisfatório, que ficou dentro das expectativas estabelecidas com o primeiro single. Eles conseguiram desenvolver boas harmonias e refrões, juntamente com a entrega de bons vocais. Suas canções possuem uma certa riqueza que outros grupos de indie pop não são capazes de alcançar. A sensação que cada música transmite é suave, rica e, no geral, possuem uma abordagem bem eclética.

60

Favorite Tracks: “Geronimo”, “Let Me Down Easy”, “A Grade Playa”, “Find Someone” e “Halfway to Hell”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.