Resenha: Khalid – American Teen

Lançamento: 03/03/2017
Gênero: R&B, R&B Alternativo
Gravadora: Right Hand / RCA Records
Produtores: Syk Sense, Alfredo Gonzalez, Bryan Medina, Daniel Picciotto, Dave Sava6e, DJDS, Hiko Momoji, !llmind, Joel Little, OZ, Scribz, Sevn Thomas, Skrittzy, Smash David, Taz Taylor, The Arcade, Tiggi, Tunji Ige e UNO Stereo.

Khalid Robinson, nascido em 11 de fevereiro de 1998, conhecido apenas como Khalid, é um cantor e compositor americano de El Paso, Texas. Ele chegou a fama graças ao single de estreia “Location”, que atingiu o número #20 da Billboard Hot 100 dos Estados Unidos. Khalid é um vocalista de formação clássica e sua mãe canta na banda do Exército norte-americano. Depois de aparecer no Snapchat de Kylie Jenner, a sensual “Location” tornou-se um hit com mais de 100 milhões de execuções no Spotify. Esse single fez Khalid conseguir um contrato com a RCA Records durante o verão americano, logo após sua formatura no colegial. Posteriormente, o jovem cantor lançou em março desse ano o seu primeiro álbum de estúdio, intitulado “American Teen“. Muitos dos sons apresentados neste álbum emitem uma emoção pura e genuína, misturada com a produção R&B. “American Teen” traz para o palco a angústia da adolescência e trabalha em cima de temas como baladas, tabagismo, bebidas, tribulações emocionais e lutas dos adolescentes na América. Não há qualquer conceito pretensioso aqui, apenas letras diretas sobre aspirações e a vida dos adolescentes. Khalid aborda suas letras com a mesma entrega casual de The Weeknd. Embora sua voz seja atraente, são as viciantes melodias que dão um brilho extra para o álbum. Khalid tem uma maneira interessante de tecer elementos de R&B com a música soul e batidas infecciosamente cativantes.

Ele faz isso de forma promissora e sem ser excessivamente enjoativo. Como um álbum, “American Teen” flui bem. Há temas que se conectam e dão uma narrativa interessante para o projeto. Apesar de sete das quinze canções terem sido lançadas anteriormente como single, o álbum soa bastante fresco. As músicas desse registro fornecem um grande vislumbre do vocal e gama de Khalid. A faixa-título, “American Teen”, abre o álbum de forma muito propícia. É um número sintético, dedicado aos adolescentes americanos, muito bem executado. Liricamente, define o tom do álbum de forma brilhante e notável. É uma canção ventosa com um reflexo da fase despreocupadas dos adolescentes. “Nós nem sempre dizemos o que queremos dizer / Essa é a mentira de um adolescente americano”, ele canta aqui. Pode não parecer profundo, mas faz parte do encanto de Khalid. Ele é um adolescente que soa como adolescente. Praticamente uma versão masculina da cantora Alessia Cara. O pop dos anos 80 também foi usado como inspiração no álbum, principalmente nas primeiras faixas, como “Young Dumb & Broke” e “Another Sad Love Song”. Enquanto isso, pistas como “8TEEN” celebra o que a vida é para os jovens. “Cold Blooded” e “Therapy” são dois destaques que realmente capturam a essência por trás dos vocais de Khalid. “Coaster”, por sua vez, compara uma ruptura amorosa com um passeio de montanha-russa, conforme Khalid mergulha no estilo mais antigo de Frank Ocean.

O hit do álbum, “Location”, é uma canção simples, cativante e direta, onde a repetição permite que a sua voz calorosa faça todo o trabalho. Uma canção de R&B alternativo onde Khalid aborda o amor no século XXI, suplicando que sua pretendente “envie sua localização”. Um tema semelhante também é explorado em “Saved”, conforme Khalid canta sobre manter o número de uma garota no celular na esperança de que ela o chame. A penúltima faixa, “Shot Down”, é apresentada sobre teclas escassas e uma simples percussão. Com um padrão trap e um ritmo definido, a produção destaca muito bem os seus vocais. É bom ver um artista de R&B tão novo fazer um som orgânico e honesto como este. Khalid usou suas próprias experiências e educação, para apresentar sua música de forma que pudesse ser apreciada do jeito que deveria ser. Os seus vocais mostram que ele é um talento que deve ser reconhecido, mesmo aos 19 anos de idade. Um das falhas do álbum, na minha opinião, é sua grande extensão. O repertório ficou pesado com 15 faixas e acaba se arrastando em determinados momentos. Por ser um álbum de estreia e de um artista tão novo, poderia ser mais curto e direto. Fora isto, o disco têm poucas falhas, e mostra as melhores habilidades de Khalid. Embora não seja um fantástico disco de estreia, é um grande começo para o nativo do Texas.

Favorite Tracks: “American Teen”, “Location” e “Shot Down”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.

  • Geovane Marques

    Adoro esse site e suas resenhas. Parabéns!!!!! ❤

    • Leo

      Que leeegal, muito obrigado Geovane! 😀