Resenha: Katy Perry – One of the Boys

Lançamento: 17/06/2008
Gênero: Pop Rock, Pop
Gravadora: Capitol Records
Vendas: 4.0 milhões
Produtores: Katy Perry, Greg Wells, Dr. Luke, Max Martin, Glen Ballard, Dave Stewart, Butch Walker, Benny Blanco e S.A.M. and Sluggo.

Katheryn Elizabeth Hudson, mais conhecida por Katy Perry, lançava em 2008 o seu primeiro álbum de estúdio intitulado “One of the Boys”. Antes disso ela havia prosseguido em uma carreira gospel, porém, depois de mudar-se para Los Angeles ela assinou um contrato com a Capitol Records e, consequentemente, adotou o estilo pop. Em 2008 ela chegou à fama mundial com o lançamento do polêmico single “I Kissed a Girl”. A canção fez um estrondoso sucesso no mundo inteiro, atingindo o primeiro lugar em quase 20 países, incluindo sete semanas consecutivas em #1 na Billboard Hot 100 dos Estados Unidos.

O “One of the Boys” estreou em #9 lugar na Billboard 200, com vendas de 47 mil cópias na primeira semana. Já recebeu certificado de platina por ter ultrapassou a marca de 1,6 milhões de cópias comercializadas nos Estados Unidos e mais de 4 milhões no mundo inteiro. Uma excelente marca para a estreia de uma cantora pop. O disco tem 12 faixas com predominância do pop rock e acabou rendendo 2 indicações ao Grammy Award para a cantora. Katy Perry colaborou com produtores notáveis, como Greg Wells, Dr. Luke, Dave Stewart e Max Martin, e co-escreveu todas as músicas do álbum. Para as composições ela falou que foi influenciada por Queen (Freddie Mercury em particular), The Beach Boys, Paul Simon, Cyndi Lauper e Alanis Morissette.

Juntamente com Max Martin, Perry escreveu o hit “I Kissed a Girl” que foi inspirado pela atriz Scarlett Johansson e teve produção de Dr. Luke e Benny Blanco. A canção tem elementos de new wave e segundo Katy Perry, a letra fala sobre a beleza mágica de uma mulher, visto que o título significa “Eu Beijei Uma Garota”. A faixa tem uma boa estrutura, mas causou controvérsias no mundo todo por sua letra irreverente e polêmica. “I Kissed a Girl” é excelente, extremamente viciante, instantaneamente cativante e uma das melhores músicas que Perry já gravou até hoje. Não foi à toa que fez um grandioso sucesso e tornou a cantora mundialmente conhecida. A batida pulsante, as guitarras e o baixo fornecidas por Dr. Luke, fizeram dela uma canção pop perfeita.

Katy Perry2

O segundo single, “Hot N’ Cold”, seguiu o mesmo caminho de “I Kissed a Girl” e tornou-se outro grande hit. Atingiu a terceira posição na Billboard Hot 100 e apenas nos Estados Unidos vendeu mais de 5,5 milhões de downloads digitais. Eu diria que é outra que está entre as melhores coisas que Katy Perry já fez até hoje, onde ela discute o tema da incerteza e os altos e baixos de um relacionamento. Uma faixa synthpop nervosa, com um refrão deliciosamente dançante capaz de fazer qualquer um pular a noite inteira. Com uma letra simples, porém muito agradável, Perry recita cenas opostas: “Cause you’re hot then you’re cold / You’re yes then you’re no / You’re in and you’re out / You’re up and you’re down / You’re wrong when it’s right / It’s black and it’s white”.

Enquanto a faixa-título abre o álbum de uma forma bem animada, a quarta faixa “Thinking of You”, ficou com o posto de canção mais emocionante. Uma linda balada, com uma boa melodia que, assim como “I’m Still Breathing”, fala sobre relacionamentos fracassados. “Thinking of You” foi projetada para conseguir mostrar os vocais de Perry de uma forma mais crua, suave e convincente. “Waking Up In Vegas” foi a escolha para quarto e último single e lida com viagens loucas com os amigos em Las Vegas. Greg Wells foi o responsável por todos os instrumentos dessa faixa rádio-friendly. Com um ritmo bem acelerado, é uma canção pop rock poderosa, pois é grudenta e tem um refrão muito viciante.

Nas faixas “Ur So Gay” e “Mannequim” a americana zomba e critica as relações com ex-namorados. “Ur So Gay” é denominada por gêneros de trip hop e se move em um ritmo moderado. Um hino malicioso, que em 2008 chamou atenção da cantora Madonna. “If You Can Afford Me” é mais uma boa faixa com cara de hit, enquanto “Lost” é a canção mais pessoal, emocionando com o seu tema completamente biográfico. O “One of the Boys” oferece, dessa forma, um pop-rock sólido e orgânico com canções feitas para dançar e se emocionar. Portanto, pode ser considerado definitivamente um divertido álbum para o público mais jovem e o responsável por trilhar o começo da incrível carreira de Katy Perry.

65

Favorite Tracks: “I Kissed a Girl”, “Waking Up in Vegas”, “Thinking of You”, “Hot N Cold” e “If You Can Afford Me”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.