Resenha: Jay-Z – Smile (feat. Gloria Carter)

Lançamento: 30/06/2017
Gênero: Hip-Hop
Produtores: No I.D. e Jay-Z
Escritores: Shawn Carter, Dion Wilson e Stevie Wonder.

“Smile”, a terceira faixa do novo álbum do Jay-Z, é provavelmente o momento mais íntimo do mesmo. Enquanto outros rappers se vangloriam do dinheiro e luxo que possuem, aqui ele tentou discutir um tema mais profundo e tocante. “Smile” apresenta algumas letras abertas contra a homofobia, focando especificando na sua própria mãe, Gloria Carter. Jay-Z revela que a mesma é lésbica sobre algumas amostras de “Love’s in Need of Love Today” de Stevie Wonder. “Mamãe tinha quatro filhos, mas é lésbica / Tive que fingir tanto que ela é uma espinha”, ele recita no primeiro verso. De forma clara e direta, Jay-Z conta como sua mãe saiu do armário depois de passar anos com vergonha da sociedade: “Teve que se esconder no armário, então ela medica / Sociedade, vergonha e a dor era demais para levar”. Aqui, os seus versos estão calorosos e fornecem uma mensagem simples sobre adversidade. “Lançou lágrimas de alegria quando você se apaixonou / Não importa para mim se é ele ou ela”, ele brinca sem julgamentos.

“Smile” é uma canção poderosa que mostra uma atitude encorajadora por parte de Jay-Z. É muito bom ver ele abrindo espaço para discutir sua educação e o relacionamento c0om sua mãe. Sem dúvida, momentos como este criam uma maior conexão emocional com o ouvinte. Musicalmente, “Smile” é uma canção elegante que mostra a maturidade de Jay-Z e o coloca no centro do palco. Além disso, a faixa encerra com um curto poema recitado pela própria mãe do rapper. Gloria Carter surpreende com as palavras honestas sobre sua sexualidade: “Viver duas vidas, feliz, mas não livre / Você vive nas sombras por medo de alguém machucar sua família ou as pessoas que você ama (…) / Mas você vive com medo de ser você mesma / Viver na sombra parece ser o lugar seguro para ser / Não é prejudicial para eles, nenhum mal para mim / Mas a vida é curta, e é hora de ser livre / Ame quem você ama, porque a vida não é garantida / Sorria”. Em outras palavras, “Smile” é uma música linda que o vê abraçando a felicidade de sua mãe.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.