Resenha: Hillary Scott & the Scott Family – Love Remains

Lançamento: 29/07/2016
Gênero: Country, Gospel, Música Contemporânea Cristã
Gravadora: EMI Records Nashville / Capitol Nashville
Produtor: Ricky Skaggs.

“Love Remains” é o segundo álbum solo de Hillary Scott, membro fundadora do trio americano Lady Antebellum. O disco foi gravado em colaboração com seu pai, Lang Scott, sua mãe, Linda Davis e sua irmã, Rylee Scott (creditados coletivamente como “The Scott Family”). O álbum foi lançado em 29 de julho de 2016 pela EMI Records Nashville e incorpora elementos de country, pop, gospel e bluegrass. Baseado em letras sobre a fé, ele foi inteiramente produzido por Ricky Skaggs. Tendo passado por um momento difícil quando o avô de Scott morreu em 2011, a família queria processar a experiência e expressar sua gratidão pelos amigos que os apoiaram naquele ano. O que começou como um projeto de cinco canções, transformou-se em um registro de 13 faixas. O disco não inclui apenas canções originais, mas também covers de músicas populares por outros artistas.

“Love Remains” surgiu após a recente e provisória ruptura do Lady Antebellum, do qual seu colega Charles Kelley também gravou um disco solo. Apesar da dor, há um tom de esperança e redenção no álbum, algo fortalecido por uma entrega emocional e harmonias coesas. Portanto, esse projeto sutil é mais esperançoso do que triste. Em sua maior parte, as músicas são bastante discretas, entretanto, ótimas para os objetivos que se propõem. O álbum traz mensagens de esperança e gratidão, para um mundo que sempre necessitou de ambas coisas. A faixa de abertura, “Beautiful Messes”, lembra os ouvintes de que, independente de quem somos, precisamos de um Salvador. Os vocais de Hillary Scott estão completamente puros e bonitos nesta canção, e dão total credibilidade para a mensagem das letras.

Guiada por um belo piano, “Still” narra a luta de sofrer ao suportar certas coisas, mas confiando que Deus ajudará a superá-las. A família tenta lembrar os ouvintes de que Deus é fiel com suas promessas e sempre irá nos ajudar quando precisamos. O álbum não é apenas focado em Hillary Scott, tanto que sua mãe, Linda Davis, lidera os vocais da bela canção de Dottie Rambo “Sheltered in the Arms of God”. Duas canções originais realmente se destacam nesse registro: o country “Safe Haven” e a bela “Thy Will”. Originalmente escrita após o falecimento do avô de Hillary em 2011, “Safe Haven” é uma celebração de sua vida e memórias. Embora a perda dele tenha sido algo incrivelmente difícil para a família Scott, essa música é cheia de esperança. “Eu ainda acredito que você tem um lugar para nós no céu / Assim, mesmo quando a minha fé sobre a terra é abalada / Você é meu porto seguro”, ela canta aqui.

Hillary Scott

“Thy Will”, por sua vez, foi escrita por Hillary depois de sofrer um aborto espontâneo no outono de 2015. “Eu sei que você me ouve / Eu sei que você me vê, Senhor / Seus planos são para mim / Tua vontade será feita”, ela canta emocionalmente. “Thy Will” é guiada por uma melodia dolorosa, cordas dramáticas e um belíssimo piano, que exalam tons de tragédia e esperança. É um dos poucos momentos do álbum onde Hillary é apoiada por completas orquestrações. “The Faithful Love of Jesus”, com Steven Curtis Chapman e Ricky Skaggs, celebra o constante amor que Jesus Cristo sente por todos. Liricamente, a família enfatiza que Jesus nunca vai nos deixar, independentemente do que aconteça. A faixa seguinte, “The River (Come on Down)”, é uma ótima música cristã moderna.

Aqui, um coral gospel acompanha os vocais, à medida que Chreryl White, do trio The Whites, marca presença. Outras boas canções do álbum incluem “We March On”, uma música que incentiva a pessoa a pensar positivo mesmo em dias ruins, e “Untitled Hymn (Come to Jesus), um número onde a família celebra o poder de cura de Jesus Cristo. A faixa-título, “Love Remains”, dá a chance para todos os membros da família liberar seus vocais, especialmente Rylee e o seu doce soprano. A jovem cantora mostra suas cordas vocais em uma canção que foi sucesso na voz de Collin Raye em 1996. Essa música resume o principal tema desse projeto, a fé da família Scott. Sobre a música, Hillary disse que “define a nossa família em três minutos e cinquenta e cinco segundos”.

O álbum ainda apresenta belas interpretações da família durante os covers de “Your Unfailing Love” (Reuben Morgan), “Come Thou Fount” (Robert Robinson) e “Ain’t No Grave” (Claude Ely). “Ain’t No Grave” é notável por ter o pai de Hillary, Lang Scott, na liderança. É uma ode ao mundo que deposita sua fé e confiança em Jesus Cristo. Do início ao fim, “Love Remains” apresenta as harmonias da família Scott, conforme eles compartilham mensagens de fé e esperança. É um álbum que valoriza a intimidade e amor da família, da mesma forma que contém vocais impecáveis. As letras são deliberadamente genuínas e uma verdadeira visão artística. Os tons confessionais de Hillary Scott e sua família deu ao registro uma ressonância rica, pessoal e bastante espiritual, algo raramente mostrado em álbuns de country.

64

Favorite Tracks: “Safe Heaven”, “The Faithful Love of Jesus (feat. Steven Curtis Chapman & Ricky Skaggs)”, “The River (Come On Down) [feat. Cheryl White]”, “Thy Will” e “Love Remains”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.