Resenha: Galantis – The Aviary

Lançamento: 15/09/2017
Gênero: EDM, Dance-Pop
Gravadora: Big Beat Records / Atlantic Records
Produtores: Galantis, Svidden, Henrik, Jonback, Hook n Sling, Digital Farm Animals, Andrew Bullimore, Ki Fitzgerald, Joshua Wilkinson, Matthew Koma, Toby Gad, AFSHeeN, Josh Cumbee, Poo Bear, Throttle e Ricky Reed.

A música EDM é, muitas vezes, criticada por sempre ser a mesma coisa. Há muitos artistas por aí tentando replicar os sucessos de DJs como Calvin Harris, David Guetta e Avicii, mas acabam esquecendo de forjar o seu próprio estilo. Depois de escrever músicas no passado para artistas como Britney Spears e Icona Pop, a dupla Galantis, composta por Linus Eklöw e Christian Karlsson, lançou em setembro o seu segundo álbum de estúdio. Eles possuem um estilo distinto e são especialistas em criar dinâmicas músicas EDM. Após estabelecerem-se no cenário musical, Galantis firmou rapidamente um contrato com a Atlantic Records e começou a gravar em 2013. Naquele ano, eles apresentaram-se no Coachella Festival, na Califórnia, e passaram a receber reconhecimento do público. O segundo álbum de estúdio da dupla, “The Aviary”, possui uma direção familiar, ostenta boas linhas de baixo, melodias infecciosas e vocais cativantes. Ele oferece uma mistura energética de house tradicional, que pode ser tocado em qualquer festival de música da atualidade. Assim como o “Pharmacy” (2015), este registro também permanece fiel às raízes dance-pop do duo, algo perceptível logo na faixa de abertura, “True Feeling”.

Outras canções como “Salvage (Up All Night)”, com Poo Bear, “Hello” e “Love on Me” seguem por um padrão semelhante, porém, adicionando elementos mais progressivos. Com ajuda do produtor Hook n Sling, Galantis lançou o dance-pop “Love on Me” como segundo single a um ano atrás. Esta canção inclui vocais da cantora inglesa Laura White ao lado de harmonias de alto tom. É uma música divertida com um tema eclético e emotivo, além de uma completa orquestra. Além das cordas, possui bolhas de sintetizadores, vibração alegre e vocais ligeiramente distorcidos. Da mesma forma, o primeiro single, “No Money”, é outra cativante faixa dance-pop. É o momento quando Galantis está no seu melhor, especialmente por apresentar graves pesados, forte bateria e poderosos tons eletrônicos. Ela contém vocais não creditados de Reece Bullimore e foi co-escrita por Digital Farm Animals e Andrew Bullimore. Outro destaque do repertório é “Girls on Boys”, uma colaboração com a cantora americana ROZES. Apresentando o lado mais sombrio do Galantis, esta canção possui letras que tocam em coisas materiais, como dinheiro, diamantes e champanhe. Além da vibração eufórica, é uma faixa escura com uma pitada de música trap.

“Hunter”, por sua vez, é uma faixa que desvia-se ligeiramente da fórmula habitual da dupla. Uma canção diferente em relação ao resto do álbum, com uma batida silenciosa e vocais de alto nível de Hannah Wilson. Inicialmente, ela começa com sutis toques caribenhos, antes de transitar para sons hipnotizantes de hip-hop. É um número realmente promissor, principalmente pela forma como apresenta o drop, uma abordagem dance bastante minimalista. “Written in the Scars”, uma colaboração com Wrabel, é visivelmente mais melancólica do que as típicas músicas dançantes do Galantis. A voz de Wrabel parece em desacordo com a vibração rotineira do Galantis, entretanto, é justamente por isso que destaca-se dentro do álbum. Entre outras faixas, temos “Call Me Home”, uma fusão pop, rock e house de alta energia, e “Pillow Fight”, que apresenta uma divertida produção de tropical-house. Com vocais de Matthew Koma, esta última foi performada pela primeira vez em San José, Califórnia, em dezembro de 2016. “The Aviary” é um registro tecnicamente sólido com um estilo bem planejado e selvagem. Em suma, é um álbum que atende todas as expectativas dos fãs de música eletrônica e dance, uma vez que atinge com propriedade os seus objetivos pré-definidos.

Favorite Tracks: “Girls on Boys (with ROZES)”, “Love on Me (with Hook n Sling)” e “No Money”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.