Resenha: CPM 22 – Suor e Sacrifício

Lançamento: 28/04/2017
Gênero: Hardcore Melódico, Punk Rock
Gravadora: Universal Music
Produtor: Fernando Sanches.

Lançado em abril de 2017, “Suor e Sacrifício” é o primeiro álbum de estúdio da banda CPM 22 em seis anos. “É uma alusão ao que é viver de punk-rock no Brasil, ainda mais nos dias de hoje”, disse Badauí a respeito do título do disco. Além dele, o CPM 22 é atualmente formado por Japinha, Luciano Garcia, Fernando Takara e Philippe Fargnoli. Este último deixou o Deadfish em 2014 para fazer parte do CPM e foi o responsável por escrever o primeiro single, “Ser Mais Simples”. Criado em 1995, o CPM 22 carrega fortes influências do punk-rock dos anos 90, um gênero que aparece fortemente em todo o álbum. O CPM foi um das bandas responsáveis pela introdução do hardcore-melódico nas rádios brasileiras, outro gênero muito bem trabalhado no decorrer do “Suor e Sacrifício”. A banda está muito mais madura e optou por explorar riffs mais sujos e rápidos, além de batidas mais ásperas e crocantes. Destaque para as faixas “Combustível”, “Conta Comigo”, “Linha de Frente”, “Como No Passado”, “Em Busca de Uma Pista” e “Revolução”.

Todas as canções citadas fornecem rápidas guitarras, riffs crocantes, bom entrosamento entre os membros, batidas contundentes e a verdadeira veia hardcore e punk-rock. Destaque também para a poderosa “Never Going to Be the Same”, a única canção com letras em inglês. Além do diferente idioma, ela contém a participação especial de Trever Keith, o vocalista da banda americana Face to Face. “Honrar Teu Nome”, por sua vez, é uma canção incrivelmente emocional, especialmente para Badauí. É uma homenagem do vocalista para o seu pai, que faleceu no ano passado. “Sua estrela brilhou, descansa em paz / Seu filho já cresceu, sempre quis te orgulhar / Você chegou a ver, vou superar / Só tenho agradecer, de todos vou cuidar / Honrar teu nome”, ele canta aqui. “Suor e Sacrifício” é um disco muito bem trabalhado e executado, com uma certa carga de nostalgia, crescimento e amadurecimento. Em suma, é um álbum que homenageia o universo hardcore-melódico e punk-rock de forma muito adequada e bem-sucedida.

Favorite Tracks: “Combustível”, “Conta Comigo” e “Linha de Frente”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.