Resenha: Austin Mahone – The Secret (EP)

Lançamento: 27/05/2014
Gênero: Pop, R&B, Eletrônica
Gravadora: Cash Money / Republic Records
Produtores: RedOne, Bryan Williams, Ronald Williams, Rocco Valdes, David Abram, Michael Blumstein, Jimmy Joker, The Futuristics, Alex Schwartz e Maejor Ali.

Austin Mahone de 18 anos, lançou em maio de 2014 o seu primeiro EP, intitulado “The Secret”, após assinar com a Cash Money Records e Republic Records. Ele começou a ficar famoso após postar vídeos no YouTube em 2010 e foi eleito pela MTV como o “Artista Revelação”, no Video Music Awards que aconteceu em agosto de 2013. “The Secret” estreou em #5 lugar na Billboard 200, vendendo 46 mil cópias e até agosto de 2014, o mesmo já vendeu 82 mil cópias apenas nos Estados Unidos. O EP lembra um pouco o pop dos anos 1990 e teve como produtor executivo RedOne, que já colaborou com muitos artistas pop. E ao contrário das comparações com Justin Bieber, o primeiro trabalho de Mahone lembra muito mais as boybands, como Backstreet Boys, N’Sync e até New Kids on the Block.

“Till I Find You” abre o álbum energicamente, com um bom pop, elementos urbans contagiantes e um refrão bem arranjado. A próxima canção, “Next to You”, é uma das mais viciantes, onde Mahone canta sobre uma série de efeitos eletrônicos e apresenta um pré-refrão melódico irresistível. “Mmm Yeah”, em parceria com o rapper Pitbull, é com certeza a principal atração do EP. Uma canção perfeita para as pistas de dança, pois é um resumo das tendências atuais da música pop: comercial, dançante e atraente. “Secret”, a faixa-título, começa com uma voz de robô que lembra o Daft Punk e depois torna-se nostálgica por lembrar o som dos Backstreet Boys. Os sintetizadores dessa canção são elegantes e os vocais de Mahone estão bem agradáveis.

Austin Mahone

A próxima faixa, “Can’t Fight This Love”, mantém o ritmo rápido do EP com uma letra excessivamente emocional. É um dos destaques, porque possui uma produção chiclete com sintetizadores, uma boa percussão e Mahone arriscando-se nos falsetes. “All I Ever Need”, que foi lançada como single promocional, é uma balada romântica com uma melodia bem suave. Aqui o cantor expõe um lado mais vulnerável, em um som diferente das primeiras músicas. “The One I’ve Waited For” é outra canção de amor que, por sua vez, inicia com a guitarra. A letra usa o mesmo tipo de sinceridade da maioria das outras canções e, novamente, lembra as músicas dos Backstreet Boys (em especial o hit “I Want It That Way”).

“Shadow” é somente faixa bônus, mas é uma excelente baladinha acústica com apenas voz e violão. É um pop mais maduro, com ótimos vocais, e capacidade de conectar e emocionar o ouvinte. O EP encerra com “What About Love” que é a canção mais conhecida dele, porém, aparece apenas como faixa bônus do iTunes. O “The Secret” definitivamente cumpre a sua finalidade, pois introduz com sucesso Austin Mahone à indústria musical. É um excelente começo para o jovem cantor, pois é um trabalho muito sólido para um iniciante. Têm bons momentos, coerência e mesmo não oferecendo nada de novo, confirmou que Austin Mahone é muito talentoso. Portanto, será muito interessante observar os próximos movimentos do cantor, afinal, ele está se desenvolvendo como um bom artista.

64

Favorite Track: “Shadow (Acoustic)”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.